Segurem seus créditos: os preços de ebooks devem cair nos próximos meses

A história começou em abril com um processo antitruste — relacionado a práticas anticoncorrenciais e anticompetitivas — contra acordos entre Apple e cinco editoras americanas.

Publicidade

O tal acordo teria sido o responsável pelo acréscimo no preço dos ebooks da Amazon e de outras lojas, que passaram de US$10 para US$13-15.

Pelo menos até hoje, todos os livros digitais que comprei custaram os mesmos US$10, mas parece que a média dos bestsellers é mesmo um pouco acima, seguindo os mesmos valores entre iTunes e Kindle Store.

E o descontinho maroto da Amazon, hein? Há quantos anos este livro custou US$35? Hehe!

Publicidade

A Apple ainda não se pronunciou sobre o futuro da iBookstore, mas é esperado que haja mudança nos preços durante os próximos três meses, enquanto as editoras Lagardere, Hachette, Simon & Schuster e HarperCollins têm até dez dias para notificar as lojas quanto ao fim do acordo.

Sem apontar o dedo pra definir mocinhos e vilões — somos mais espertos que isso, né? —, aposto minhas fichas que os acordos com as editoras foi essencial para a Apple conseguir tirar a iBookstore do papel com uma biblioteca tão grande.

Publicidade

Neste momento de mudanças, quem sai ganhando é o leitor, que pode ficar pronto pra boas ofertas tanto de um lado como de outro… Hora de preparar a “lista de desejos” nas lojas! 😉

[via Cult of Mac]

Posts relacionados