Globalização é a culpada por tantos vazamentos de produtos da Apple

Peças do suposto "iPad mini"

A Apple sempre foi conhecida pelo mistério por trás de lançamentos de produtos. Apesar de diversos rumores aparecerem com semanas ou até meses de antecedência, os eventos especiais sempre deixaram fãs da empresa extremamente empolgados com o que poderia ser anunciado.

Publicidade

Peças do suposto "iPad mini"

Acontece que, recentemente, uma incrível onda de vazamentos está assombrando a capacidade dos futuros eventos serem reveladores. Jacqui Cheng, do Ars Technica, conversou com alguns empregados da Apple para tentar descobrir qual o motivo de tantos vazamentos.

Segundo eles, que preferiram se manter anônimos, as fotos borradas e desenhos técnicos de um futuro produto não saem da base da Apple, em Cupertino, mas sim da China e de outros países onde a maioria dos produtos são fabricados.

Publicidade

Nos Estados Unidos, a companhia mantém fortes políticas contra vazamentos. Os trabalhadores dizem que produtos ainda não lançados são carregados pelo campus da empresa sob um pano preto, para que empregados de outros setores não os vejam.

A falha na política contra vazamentos está justamente na falta de controle que a gigante de Cupertino tem sobre funcionários que estão do outro lado do globo. Chineses que já estão fabricando e montando dispositivos ainda não revelados não têm a mesma cultura de preservar a surpresa para os tão aguardados eventos especiais. Como resultado, fotos borradas acabam parando em sites, se espalhando por toda a internet.

iFactory - Foxconn na China

Enquanto a Maçã não renovar suas políticas e implantar sua cultura de mistério e surpresas em empregados do outro lado do mundo, produtos continuarão vazando cada vez mais, tornando os eventos ainda mais previsíveis.

Posts relacionados