O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Pesquisa indica que App Store ganhará 435 mil novos títulos neste ano, o que é um problema para a maioria deles

Ícones de apps - App Store

Segundo os últimos números oficiais da Apple, a App Store possui hoje um acervo de mais de 775 mil aplicativos e jogos para iOS.

Publicidade

Com o ritmo de crescimento que temos acompanhado recentemente, já era óbvio imaginar que em 2013 veríamos esse número chegando à inacreditável marca de 1 milhão de apps disponíveis, mas segundo uma pesquisa da adeven o ano poderá fechar inclusive muito além disso — seriam 435 mil novos (21% a mais que os 360 mil adicionados em 2012). E essa previsão é um *problema* para a maioria dos desenvolvedores.

Ícones de apps - App Store

No finalzinho de julho passado, destacamos aqui no site um número assustador trazido pela Apptrace: na época, mais de 400 mil títulos na App Store já eram caracterizados como “zumbis”, isto é, desconhecidos, com (quase) nenhum download ou atividade, praticamente “invisíveis” para usuários/consumidores.

Publicidade

O novo levantamento da adeven corrobora isso: segundo ela, em dezembro 64% dos títulos da loja não chegaram a nenhum ranking de popularidade, ou seja, estamos falando de quase meio milhão de apps. Isso é muito sério, porque a maioria dos usuários só conhece e baixa novos apps a partir desses rankings. Muitos inclusive não passam dos 25-50 mais bem posicionados.

Há quase um ano, a Apple adquiriu um sistema de buscas de apps chamado Chomp e inclusive encerrou definitivamente as suas operações poucos meses atrás. Embora de lá pra cá usuários e desenvolvedores já tenham notado algumas mudanças na busca da App Store [1, 2], não houve nada que realmente tivesse sido muito elogiado, nada profundamente significativo ou revolucionário.

Até hoje brincamos muito com o slogan “There’s an app for that!”, criado pela própria Apple. É excelente saber que hoje dificilmente você não encontrará um app que faça o que você precise na loja, mas chega a um certo ponto em que um acervo tão grande passa a ser um problema. Desenvolvedores talentosos não veem seu trabalho recompensado, consumidores acabam não ficando sabendo de soluções até melhores das que já usam… já viram, né?

Publicidade

Aprimorar os rankings de busca é um bom começo, mas não basta. A Apple precisa constantemente refinar seus algoritmos de popularidade de apps, de forma a dar chance mesmo para desenvolvedores pequenos. Não só isso, mas também recomendar, de forma precisa, títulos que possam interessar ao usuário com base na sua navegação e nos aplicativos que já utiliza em seus iGadgets. Por fim, tentar ser também um pouco mais rígida na aprovação de novos títulos por lá; será que já não estamos bem atendidos por lanternas e apps de listas de tarefas? Eu acho (acho!) que sim.

[via TechCrunch]

Ver comentários do post

Artigo Anterior

Vídeo: teste prático mostra como usar fogo para recarregar um iPhone [atualizado]

Próximo Artigo
Conceito de Mac Pro

Designer cria novo conceito para o Mac Pro que assemelha-se ao antigo Power Mac G4 Cube

Posts Relacionados