Apple adquire a empresa WiFiSLAM, especializada em localização de aparelhos por redes Wi-Fi

Logo da WiFiSLAM

Participando da conferência do Goldman Sachs, que aconteceu em meados de fevereiro, Tim Cook (CEO da Apple) disse que a empresa está adquirindo outras companhias praticamente mês sim, mês não. A bola da vez, conforme informou o WSJ, foi a WiFiSLAM.

Publicidade

Logo da WiFiSLAM

Segundo eles, a Maçã desembolsou US$20 milhões pela empresa, a qual criou uma tecnologia que usa sinais de redes Wi-Fi para rastrear a localização de um dispositivo de smartphones ou outros móveis.

A startup de dois anos de idade desenvolveu formas de aplicativos móveis detectarem a localização de um usuário de telefone em um prédio usando sinais Wi-Fi. Ele oferecia a tecnologia a desenvolvedores de aplicativos para o mapeamento de interior e novos tipos de aplicativos de redes de varejo e social.

De acordo com uma pessoa por dentro das negociações, tudo foi fechado recentemente. Um porta-voz da firma de Cupertino confirmou a compra, afirmando ainda que a companhia não discute seus planos publicamente — ou seja, não espere que a Apple explique o motivo da aquisição.

Publicidade

Os atuais aparelhos da Apple já fazem o uso de tecnologia similar. Macs, iPads Wi-Fi e iPods touch, por exemplo, não possuem GPS (global positioning system, ou sistema de posicionamento global) e são localizados justamente por triangulação de redes Wi-Fi. Dentro de ambientes fechados, o sinal do GPS também não é dos melhores, e essa triangulação de redes Wi-Fi ajuda muito na hora de nos localizarmos. Pelo visto, a Apple pretende melhorar isso ainda mais em futuros aparelhos — quem sabe a nova tecnologia possibilite melhorar até os mapas, precisando os locais de estabelecimentos baseado na localização de iGadgets.

[via 9to5Mac]

Posts relacionados