O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Adobe abandonará Creative Suite e se focará no modelo de negócios de assinaturas, através da Creative Cloud [atualizado 2x]

Logo da Creative Cloud

O fim de uma era chegou. Hoje, durante o evento MAX [ele ainda está rolando enquanto este post é escrito], a Adobe informou que adandonará a Creative Suite — a qual está à venda desde 2003 — e focará todos os seus esforços na Creative Cloud.

Publicidade

Logo da Creative Cloud

Isso quer dizer que a gigante de softwares não irá mais comercializar licenças de produtos individualmente, migrando totalmente para o modelo de assinaturas, no qual o usuário paga uma taxa mensal e tem direito a utilizar os softwares da empresa. A Creative Suite 6 continuará existindo e sendo vendida, contudo receberá apenas atualizações de segurança, correções de bugs e compatibilidade com sistemas operacionais. Depois dela, não existirá mais CS — não espere uma Creative Suite 7 chegando por aí.

No primeiro esforço nessa direção, em junho a Adobe lançará novas versões de seus principais softwares, todos rebatizados com um sobrenome “CC” (Creative Cloud): Photoshop CC, InDesign CC, Illustrator CC, Dreamweaver CC, Premiere Pro CC, entre muitos outros.

Publicidade

Sem dúvidas a Adobe acredita que essa é a melhor forma de combater a pirataria de seus softwares, resta agora nós torcermos para que os preços das assinaturas no Brasil sejam iguais aos lá de fora.

Preços

Planos domésticos:

  • Upgrade para quem tem a CS3 ou superior: US$30/mês.
  • Upgrade para quem tem a CS6: US$20/mês.
  • Assinatura da Creative Cloud (todos os aplicativos): US$50/mês.
  • Assinatura de apenas um aplicativo (Photoshop CC, por exemplo): US$20/mês.

Planos corporativos:

Publicidade
  • Upgrade para empresas que têm a CS3 ou superior: US$40/mês, por usuário.
  • Assinatura da Creative Cloud (todos os aplicativos): US$70/mês.

Planos para estudantes

  • Assinatura da Creative Cloud (todos os aplicativos): US$20/mês.
  • Assinatura da Creative Cloud para equipes (todos os aplicativos): US$40/mês, por usuário.

Novidades nos softwares

Logo do Photoshop CCLogo do Illustrator CC

O Photoshop CC agora passa a ter somente uma versão (nada de versão normal e estendida), além de ganhar melhorias nas ferramentas sharpening e healing com os novos recursos Camera Shake Reduction, Smart Sharpen e Advanced Healing.

Publicidade

Já o Illustrator CC ganhará o Touch Type (manipulação de caracteres individuais), novidades nas ferramentas de pincéis Art, Pattern e Scatter, sincronização de fontes Typekit e geração de CSS para ícones, patterns e logos com suporte a gradientes, entre outras coisas.

Logo do InDesign CCLogo do Premiere Pro CC

O InDesign CC receberá suporte à arquitetura de 64 bits, uma nova interface com suporte a gráficos HiDPI (preparado para telas Retina) e um criador de códigos QR. Já as novidades para o Dreamweaver CC incluem recursos de criação de CSS para gradientes e sombras, melhorias nos layouts de grades e um widget jQuery UI, enquanto o Premiere Pro CC trará uma linha do tempo redesenhada, um recurso Link & Locate (que ajuda na tarefa de localizar clips rapidamente), sincronização com a Creative Cloud e mais.

Outros produtos também ganharam novidades, mesmo que poucas. O Download Manager foi repensado; o Muse CC ganhará edição dentro do navegador; o InCopy CC agora fará parte da Creative Cloud e ganhará uma nova interface; o Kuler existirá na forma de serviço web e aplicativo nativo para iPhone (com recurso de sincronização de cores); o Adobe Ideas passará a ser gratuito; o Flash Professional CC ganhará suporte a arquitetura de 64 bits e exportação em alta definição; o Edge Animate CC incluirá motion paths e templates personalizados; o Edge Reflow Preview 3 contará com gerenciamento de recursos e integração com Typekit; o After Effects CC incluirá uma nova ferramenta Refine Edge, fluxos de trabalho em 3D integrados ao Cinema 4D, Warp Stabilizer VFX e sincronização; o Audition CC incluirá um novo Sound Remover, Preview Editor e Multitrack Editing; entre outras novidades.

Esse meio de ano promete!

[via The Next Web: 1, 2]

Atualização

Além das novidades supracitadas, a Adobe apresentou também os projetos Mighty & Napoleon, uma stylus (Mighty) e uma régua digital (Napoleon) que pretendem facilitar a vida de designers.

Projetos Mighty & Napoleon

A caneta se conecta ao iPad via Bluetooth, permitindo a artistas digitais criarem desenhos com larguras variáveis baseados em pressão, sendo capaz ainda de armazenar preferências e configurações do usuário, incluindo paleta de cores, pincéis e outros detalhes — tudo isso na nuvem. Já a régua ajuda na hora de desenhar linhas retas e arcos, bem como outros desenhos tradicionais.

Ambos foram projetados em parceria com a empresa Ammunition, contudo ainda estão em fase de desenvolvimento e não se sabe exatamente quando serão lançados, muito menos seus preços sugeridos.

Bem bacana, não?

[via TechCrunch]

Atualização II

Página do Creative Cloud no site da Adobe Brasil

A página brasileira do Creative Cloud, dentro da site da Adobe, já reflete as mudanças anunciadas hoje e conta inclusive com uma área de Perguntas Frequentes.

Ver comentários do post

Artigo Anterior
Trilhas da Blizzard na iTunes

Trilhas sonoras de jogos da Blizzard Entertainment estão agora disponíveis na iTunes Store brasileira

Próximo Artigo
MM na App $tore (miniatura)

MM na App $tore: Quick Drafts, Super Collage, Gabi, StringMaster e mais!

Posts Relacionados