Números em perspectiva: sozinho, o negócio iTunes hoje seria a 130ª empresa da Fortune 500

Gráfico com crescimento do negócio iTunes

Analisando os números das lojas multimídia da Apple (iTunes/App/iBooks Store), Horace Dediu concluiu que, sozinho, o negócio iTunes estaria na 130ª posição no ranking Fortune 500 (maiores corporações do mundo) — mesmo com a recente mudança na política de preços das suítes iLife (iPhoto, iMovie e GarageBand) e iWork (Pages, Numbers e Keynote), as quais passaram a ser gratuitas para novos compradores de iGadgets e geraram um impacto negativo de US$350 milhões aos cofres da Apple no último trimestre, segundo Dediu.

Publicidade

Gráfico com crescimento do negócio iTunes

Clique/toque para ampliar.

As receitas brutas giram em torno de US$7 bilhões por trimestre — em 2013 o negócio iTunes/softwares/serviços teve teve receita bruta de US$23,5 bilhões, um crescimento de 34% ano a ano. Numa comparação anual, essa divisão da Apple representa hoje quase a metade do Google, e vem crescendo mais rápido que a gigante de buscas!

Publicidade

Já Tim Cook, em recente entrevista ao Wall Street Journal, ilustrou bem a situação atual da Apple. O CEO explicou que a Maçã cresceu sua receita em cerca de US$15 bilhões no ano passado. o que pode ser considerado um percentual baixo de crescimento — menores se comparado aos anos anteriores. Mas isso não significa, de maneira alguma, que a Apple não é uma empresa em crescimento. Pelo contrário!

Cook afirmou que sua empresa hoje está num “hiper-crescimento” — ou algo classificado como acima de crescimento. A Maçã passou de receitas brutas de US$65 bilhões para US$100 bilhões; depois, para US$150 bilhões; agora, para US$170 bilhões. São números históricos, sem precedentes, sendo difícil achar alguma outra companhia crescendo assim, ainda mais com esse tamanho todo. Colocando tudo isso em contexto, o “pequeno crescimento” da Apple hoje é equivalente à criação de três empresas da Fortune 500 por ano!

Não é fácil manter uma empresas desse tamanho crescendo, mas Cook — e sua equipe de executivos — inegavelmente está conseguindo.

[via Daring Fireball, ParisLemon]

Posts relacionados