Usuários de MacBooks Pro fabricados em 2011 processam a Apple

MacBook Pro com problema de GPU

Não é de hoje que usuários de MacBooks Pro fabricados em 2011 reclamam de problemas relacionados à GPU (graphics processing unit, ou unidade de processamento gráfico) da máquina. Mas a impaciência parece ter chegado ao limite, tanto que alguns deles se uniram para abrir uma ação coletiva contra a Apple.

Publicidade

MacBook Pro com problema de GPU

O escritório Whitfield, Bryson & Mason LLP anunciou hoje que entrou com uma ação coletiva [PDF] contra a Apple num Tribunal Federal da Califórnia. O processo abrange moradores da Califórnia e da Flórida, os quais adquiriram 2.011 MacBooks Pro com placas gráficas da AMD e alegam que a Apple deixou de reembolsar reparos nas máquinas que podem custar US$350-600. Vale notar que o escritório está considerando abrir processos similares em outros Estados americanos.

Resumidamente, o problema parece estar na solda sem chumbo usada nos chips gráficos da AMD. A solução, de acordo com a Apple, era substituir toda a placa lógica. Mas o problema é que a nova placa vinha exatamente com a mesma solda e em poucos dias/semanas os MBPs apresentavam o mesmíssimo defeito. Para completar, em muitos casos a Apple cobrou pelo reparo — muito provavelmente nos casos em que os Macs já não estavam mais dentro da garantia.

Publicidade

Para termos uma noção da dimensão dos casos envolvendo essas máquinas de 2011, uma petição online para que a Apple troque ou conserte esses MBPs já conta com mais de 20.000 assinaturas; no Facebook, um grupo criado para debater o assunto tem mais de 5.400 membros.

Aparentemente, a Apple não tem planos de oferecer um programa de substituição dessas máquinas. Veremos se isso muda com a notícia da ação coletiva — o que eu acho bem difícil.

[via AppleInsider, MacRumors]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…