Em breve as piores inimigas de smartphones (sim, as baterias) poderão ter o dobro da capacidade atual

Todo ano a história se repete: vemos a chegada de novos smartphones com recursos cada vez mais incríveis; enquanto isso, a bateria para alimentar tudo isso… bem, ela até evolui, mas a impressão que temos é que esses avanços nunca acompanham os outros. Para piorar, todo ano também surge a promessa de alguma tecnologia milagrosa que vai dobrar, triplicar a capacidade de armazenamento de baterias e/ou fazer com que elas sejam recarregadas em minutos em vez de horas.

Publicidade
Bateria
Época em que as baterias duravam bem mais!

O que a startup Sakti3 criou poderia ser classificado da mesma forma, não fosse por um simples detalhe: a Dyson (famosa marca de aspiradores, ventiladores, aquecedores, entre outros eletrodomésticos) acaba de investir US$15 milhões nela por acreditar que esse cenário poderá realmente mudar, e em breve.

Conforme o TechCrunch notificou, a Sakti3 está desenvolvendo uma tecnologia de bateria de estado sólido que tem muito mais densidade de energia (energia por polegada, digamos) do que as atuais de íons de lítio a base de líquido, utilizada em iPhones, iPads, MacBooks e em praticamente toda a indústria — inclusive nos aspiradores de pó sem fio da Dyson.

Isso muda um pouco o panorama atual, que é praticamente o mesmo desde 1991, quando a Sony inventou as tais baterias de íons de lítio que conhecemos hoje e substituíram as de níquel-cádmio.

Publicidade

Essa tal nova tecnologia da Sakti3 muda a estrutura líquida das baterias atuais para um estado sólido, similar em muitos aspectos aos SSDs que estamos bem acostumados — e adoramos! A fórmula parece simples e genial, já que em vez de íons de lítio líquidos, eles utilizam eletrodos de lítio sólidos que fazem com que seja mais fácil armazenar mais energia em espaços menores. Para completar, esse armazenamento seria mais seguro e teria um método de fabricação mais barato e simples.

Com essa mudanças, eles alegam que as suas baterias podem armazenar mais de 1.000 watts-hora por litro, quase o dobro das melhores baterias de íons de lítio do mercado disponíveis hoje, que contam com uma densidade de energia de até 620 watts-hora por litro de acordo com o The Guardian.

Será que estamos realmente diante de uma solução viável de dobrar as capacidades de baterias que temos hoje? A Dyson acredita nisso.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…