Tim Cook se opõe publicamente a projetos de lei discriminatórios nos Estados Unidos

Tim Cook

Depois que abriu a sua orientação sexual para o mundo, Tim Cook tem sido bastante proativo em causas humanitárias.

Publicidade

Há alguns dias, ele já havia expressado opinião contrária a um projeto de lei a ser aprovado nos Estados de Indiana e do Arkansas:

Publicidade

Ontem, aprofundando-se ainda mais na questão, o CEO da Apple escreveu um artigo para o Washintgon Post chamando essas leis de “liberdade religiosa” de perigosas.

Essa não é uma questão política. Não é uma questão religiosa. É como nós nos tratamos como seres humanos. Se opor a discriminação requer coragem. Com as vidas e a dignidade de tantos em jogo, é hora de todos nós sermos corajosos.

É realmente inadmissível imaginar que, em pleno século XXI, há gente querendo impor leis que prejudicam a economia com base em orientação sexual. E não pense que é algo limitado: há mais de 100(!) projetos de lei relacionados só nos Estados Unidos.

Mais uma vez mandando superbem, Mr. Cook. E bem às vésperas de um grande lançamento da Apple.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…