Em testes, chip A9 do iPhone 6s bate até mesmo o processador do novo MacBook

Nós já estamos em Miami para colocar as mãos no iPhone 6s e trazer as novidades do novo smartphone da Apple para vocês.

Publicidade

Hoje mais tarde, iremos visitar a Apple Store, Lincoln Road (a mais famosa de Miami, que recentemente passou por uma boa reforma) para mostrar como está a fila e a expectativa pelo novo aparelho da Maçã1. Mas enquanto não colocamos as mãos nos iPhones 6s/6s Plus, eis um dado técnico dos novos aparelhos que merece ser destacado.

Chip A9, dos iPhones 6s/6s Plus

Em seu review dos novos aparelhos, John Gruber (do Daring Fireball) rodou o aplicativo Geekbench 3 e juntou tudo com os resultados dos iPhones 5s, 6 e do novo MacBook (de 12 polegadas).

Publicidade

Desculpe, app não encontrado.

Vale notar que, nos iGadgets, Gruber estava utilizando o iOS 9 no Modo Avião e rodou os testes três vezes em cada aparelho (5s, 6/6 Plus e 6s/6s Plus). Como os resultados foram exatamente os mesmos nos modelos de 4,7 e 5,5 polegadas, ele arredondou os números para tudo ficar mais fácil e compilou a tabela abaixo:

Modelo Teste single-core Teste multi-core
iPhone 6s 2500 4340
iPhone 6 1610 2890
iPhone 5s 1360 2430
MacBook (1,1Ghz) 2295 4464
MacBook (1,2Ghz) 2420 5018
MacBook (1,3Ghz) 2631 5268

Repare no incrível salto de performance de processamento que temos do iPhone 6 para o 6s. Muito maior, por exemplo, do que do iPhone 5s para o 6, o que reitera que as versões “s” dos iPhones trazem ganhos mais significativos em desempenho enquanto as versões numéricas (iPhone 4, 5, 6, por exemplo) trazem melhorias, sim, mas são mais focadas no design externo.

Publicidade

Comparando com os resultados de aparelhos com Android, ao menos no single-core nenhum deles atualmente (e isso incluindo diversos lançamentos recentes) consegue bater o iPhone 5s, que dirá o 6s — comprovando que a Apple está bem à frente do mercado nesse ponto.

Sim, é verdade que o teste multi-core já mostra outra realidade, afinal, enquanto o iPhone 6s ainda tem um chip com dois núcleos, alguns aparelhos da concorrência têm processadores com até oito núcleos. Contudo, o desempenho single-core é uma medida mais real, mais de acordo com o tipo de utilização diária que fazemos em nossos smartphones.

O mais surpreendente, porém (ao menos para mim), foi ver que o processador do iPhone 6s tem um desempenho melhor (single-core) que o do novo MacBook (processador Core M, da Intel) — com uma distância relativamente próxima no teste multi-core. Se o iPhone 6s já faz bonito, assim, imaginem o iPad Pro, que conta com um chip A9X (ainda mais potente).

Se o iPhone 6s e o iPad Pro já estão nesse nível de processamento, eu realmente não duvido nada que daqui a alguns anos a Apple passe a utilizar os seus próprios processadores em Macs — afinal, esse rumor não é de hoje e agora, com essa equiparação, se mostra mais real do que nunca.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…