O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apple trabalha para corrigir falha de links do Twitter no Safari; página especial trava o navegador

Você usa o Safari no Mac? Também é usuário do Twitter (seja o app oficial que foi atualizado recentemente ou pela web, mesmo)? Então já deve ter clicado em algum link compartilhado na rede social (com o encurtador t.co), esperou alguns bons segundos/minutos e se deparou com uma mensagem de erro.

Publicidade

Mensagem de erro no Safari (link do Twitter)

Pois é, você não está sozinho. No fórum de discussões da Apple há um tópico sobre o assunto que foi aberto em outubro de 2015! Tudo indica que o problema só afeta páginas HTTPS. A solução, ao menos por enquanto, é: 1. ficar recarregando a página até abrir; 2. remover o https da URL (caso o link curto do Twitter já tenha direcionado para o página em questão); 3. abrir o link em outro navegador (Chrome, Firefox, etc.).

Buscando informações sobre o assunto, o The Verge encontrou o seguinte tweet:

Publicidade

Timothy Hatcher (gerente de desenvolvimento WebKit da Apple) disse que existe um Radar (relato de problema na ferramenta da Apple) sobre o assunto e que a correção já foi identificada. Segundo ele, o problema está num nível mais baixo do que o WebKit (motor de renderização utilizado pelo navegador da Maçã).

Vamos torcer para que a Apple consiga corrigir tudo no OS X 10.11.4 — ou, quem sabe, até antes disso.

CrashSafari.com

“Bola de Praia Giratória da Morte®” do OS XNuma nota relacionada, alguém com tempo disponível resolveu pregar uma peça em usuários de iGadgets/Macs e criou ao site crashsafari.com. Ao entrar nele de um dispositivo iOS, o aparelho reiniciará; do Mac, a famosa “Bola de Praia Giratória da Morte®” do OS X surgirá, o aplicativo congelará e você em alguns casos terá que resetar a máquina para tudo voltar ao normal.

De acordo com o 9to5Mac, o site em si é inofensivo e só dá mesmo trabalho aos que fizerem uma visita. O problema responsável pelo travamento é um código JavaScript que faz a requisição da API (application programming interface, ou interface de programação de aplicações) HTML5 History centenas de vezes, em loop.

Nessa altura do campeonato a Apple já está por dentro de tudo e deverá corrigir o problema em futuras versões do sistema. Por enquanto, é bom ficar atento para não clicar em links direcionando para o site (especialmente em serviços como o Twitter, que utilizam encurtadores de URL e “mascaram” as coisas).

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Grupo do MM Tour IV na sede da Apple em 1 Infinite Loop

As datas do MM Tour V estão agora definidas: de 15 a 24 de abril!

Próximo Artigo
App Podcasts na Apple TV

tvOS 9.1.1 está agora disponível para todos os usuários da Apple TV de quarta geração [atualizado: app Podcasts]

Posts Relacionados