O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Adobe corre para cobrir buraco deixado pelo abandono do QuickTime Player para Windows

Ícone do QuickTime 7Há pouco mais de um mês, a Apple anunciou o abandono do QuickTime Player para Windows após duas vulnerabilidades críticas de segurança serem descobertas na sua última versão disponível. A recomendação da empresa é que todos os usuários desinstalem ele de seus PCs.

Publicidade

A notícia é chata para quem usava ele como reprodutor multimídia, mas não tão grave assim — afinal existem soluções muito melhores por aí, como o VLC. Mas não foi só o usuário final que foi atingido por isso; uma grande desenvolvedora de softwares, a Adobe, dependia um pouco do QuickTime em seus aplicativos de vídeo.

A Adobe se pronunciou logo quando a Apple anunciou o abandono e ontem deu um update sobre o seu progresso. Segundo ela, os softwares da Creative Cloud que faziam uso do QuickTime serão atualizados em breve com suporte nativo a leitura/codificação dos codecs ProRes, DNxHD e DNxHR (nos formatos MOV e MXF), além de AAC Audio, PNG Compressed e Animation. Alguns outros antigos infelizmente não serão suportados.

A compatibilidade nativa do ProRes é totalmente licenciada pela Apple, que tratou de agilizar a certificação da Adobe após o abandono do QuickTime para Windows. A desenvolvedora já estava trabalhando nisso há um tempo, mas agora teve que acelerar bem o processo.

[via Daring Fireball]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Piratas do Caribe

↳ Estudo revela que cerca de metade dos softwares no Brasil é pirata

Próximo Artigo
AirPorts

Updates recentes na App Store: Pixelmator, 1Password, Periscope e mais; Apple atualiza firmwares de AirPorts

Posts Relacionados