CEO da Tesla declara que Google não será um competidor, mas a Apple sim

Publicidade

O Recode está realizando a Code Conference 2016a qual já citamos ontem — e suas ótimas entrevistas têm gerado comentários calorosos. Desta vez, quem foi colocado na berlinda foi Elon Musk, CEO da Tesla.

A entrevista foi conduzida por Walt Mossberg e Kara Swisher, e abordou diversos assuntos envolvendo tecnologia e carros autoguiados. A partir do minuto 26 [vídeo acima], Swisher pergunta a Musk sobre a competitividade da Tesla com outras empresas de tecnologia que estão entrando na indústria automotiva, dando foco ao Google e à Apple. Musk surpreende em sua resposta:

O Google está fazendo um ótimo trabalho ao mostrar o potencial de transportes autônomos, mas eles não são uma empresa de carro. Provavelmente irão licenciar para outras empresas. Então, eu não diria que Google é um competidor. Competiríamos com alguém que tivesse sua licença, mas não com o próprio, diretamente.

Logo depois, Swisher pergunta “E quanto à Apple?”, ele responde que “Aí [a competição] será mais direta”. Cabe lembrar que a Maçã já contratou muitos ex-empregados da Tesla e, por isso, foi chamada de “Cemitério da Tesla” pelo próprio Musk. Quando indagado se essa era a razão pela qual seria mais “direta”, ele responde afirmativamente. Então, Mossberg o questiona sobre como ele avaliaria essa investida e, de uma maneira envergonhada (ou talvez pesarosa), Musk responde que é ótimo que a empresa esteja fazendo isso e “espera que dê certo”.

Publicidade

Os rumores sobre o “Apple Car” já estão circulando há bastante tempo e já até palpitaram que ele entrará em produção em 2020. Esta data também foi citada por Musk quando falava sobre a possível data de lançamento do carro elétrico da Maçã. Entretanto, ele acredita que a empresa deveria ter investido nessa área mais cedo pois para manter-se na indústria são necessários esforços muito grandes.

Eu acho que [a Apple] deveria ter embarcado nesse projeto mais cedo. Eu não sei, eles não compartilham os detalhes comigo (risos). Eu não acho que eles terão um certo volume de produção até 2020. É uma oportunidade perdida. Existem diversas empresas grandes de carros no mundo e o máximo que uma empresa tem é aproximadamente 10% do mercado.

Sendo Elon Musk um nome de peso quando se trata de veículos, não podemos descartar a segurança com que fala que realmente existirá uma competição. Como a Apple permanece muito sigilosa com seu carro elétrico (sobre o qual todos os rumores indicam que existe), não sabemos até onde já chegaram em pesquisas, desenvolvimento e produção.

Certo é que a tecnologia automotiva não vai parar no tempo para esperar a Apple em seu intento de trazer o símbolo da maçã mordida para carros elétricos.

[via TechCrunch]

Posts relacionados

Comentários