O melhor pedaço da Maçã.

Com marketing forte, Nintendo solta vários vídeos do jogo SUPER MARIO RUN e anuncia demonstração nas lojas da Apple [atualizado]

Super Mario Run

“It’s him, Mario!” (leia com sotaque italiano) — um dos personagens mais icônicos dos videogames finalmente chegará aos dispositivos móveis, daqui a exatamente uma semana. Como já sabemos, o jogo SUPER MARIO RUN será lançado para iOS no dia 15 de dezembro e a Nintendo tem plena ciência do gigantesco hype em cima dele *no mundo inteiro*.

Publicidade

Uma evidência disso foi um dos vídeos que pintou no canal do YouTube da Nintendo Mobile ainda ontem. O vídeo mostra pessoas de várias partes do mundo correndo atrás do Mario, até que cheguem à Times Square, nos Estados Unidos. Confira:

https://www.youtube.com/watch?v=Qpdfg5km60w

Quando o jogo foi anunciado, no evento especial da Apple em 7 de setembro, conseguimos ver algumas imagens e até uma demonstração básica. Agora, para dar uma animada a mais no pessoal, liberaram um vídeo de demonstração (gameplay) de vários módulos:

YouTube video

Publicidade

E, se você acha que a jogada de marketing ainda estava pequena, a empresa foi até o programa de entrevistas do comediante Jimmy Fallon para anunciar SUPER MARIO RUN. Além de permitir que o apresentador desfrutasse um pouco do novo jogo, o presidente da Nintendo na America, Reggie Fils-Aimé, ainda trouxe a notícia de que, a partir de hoje, todos poderão ir a qualquer loja da Apple e testar o jogo — ainda não há confirmação se no Brasil teremos isso, estamos em busca desta informação.

Confira abaixo a participação da Nintendo no programa (com direito à demonstração do novo console da empresa, o Nintendo Switch 😍):

Publicidade

YouTube video

Como se pode notar, nem a Nintendo nem a Apple estão de brincadeira (hehe) em relação ao jogo. Inclusive, o TechCrunch noticiou que a firma Sensor Tower já analisou os números de pessoas que gostariam de ser notificadas quando o game chegar. De acordo com a análise, SUPER MARIO RUN arrecadará por volta de US$70 milhões apenas na primeira semana, ficando como o terceiro aplicativo mais rentável — atrás de Pokémon GO (US$143 milhões) e Clash Royale (US$107 milhões).

O criador do Mario, Shigeru Miyamoto, também deu uma interessante entrevista ao BuzzFeed News e contou a razão pela qual somente agora estamos vendo títulos da gigante japonesa em dispositivos móveis. Segundo ele, sempre sentiram que celulares não poderiam oferecer uma experiência de jogo tão boa quanto a dos seus próprios consoles. Ele também contou que a ideia de o Mario correr automaticamente veio a partir de vídeos de pessoas jogando sem que largassem o controle (provavelmente algo como este vídeo). Toda a entrevista pode ser conferida em inglês aqui.

Publicidade

SUPER MARIO RUN será gratuito para baixar, porém para usufruir de todo o seu glamour o jogo, será preciso pagar US$10. Talvez muitos achem esse preço inviável por um jogo que “só precisa pular”, mas me desculpem, estou nadando na maré do hype junto aos outros fãs da série (e, aparentemente, o Fallon também). #ShutUpAndTakeMyMoney


Ícone do app Super Mario Run
Super Mario Run de Nintendo Co., Ltd.
Compatível com iPadsCompatível com iPhones
Versão 3.1.0 (253.4 MB)
Requer o iOS 12.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App Store Código QR Código QR

[via 9to5Mac]

Atualização · 12/12/2016 às 11:24

Tenho uma boa e uma má notícia para você: a boa é que confirmamos que é possível testar SUPER MARIO RUN aqui no Brasil também, nas lojas da Apple no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Mas, como tudo não são flores, existe uma má notícia: o jogo somente funcionará se o aparelho estiver conectado à internet. Sim, é péssimo, mas em uma entrevista para o Mashable, Miyamoto-san declarou que existe uma razão para isso:

Queríamos poder aproveitar essa conexão de rede com todos os três modos para manter todos eles funcionando juntos e oferecendo o jogo de uma forma que mantenha o software seguro. É algo que queremos continuar a trabalhar enquanto continuamos a desenvolver o jogo.

E quando ele diz “seguro”, ele se refere a pirataria. Basicamente, a Nintendo está preocupada quanto aos riscos de pirataria e teme ser difícil controlar isso em todos os 150 países onde o game será lançado. Com a internet, será possível atualizar os salvamentos e sincronizar o progresso via nuvem da própria Nintendo.

Apesar disso, existe uma pequena possibilidade de que o jogo receba uma atualização no futuro a qual permita jogá-lo em modo offline para aproveitarmos o game realmente em qualquer lugar. #AEsperançaÉaÚltimaQueMorre

[via 9to5Mac]

Ver comentários do post

Compartilhe este artigo
URL compartilhável
Post Ant.

Apple figura em lista dos melhores lugares para se trabalhar pelo 9º ano seguido, mas continua perdendo posições

Próx. Post

Após homologação, novos MacBooks Pro estão agora disponíveis para compra no Brasil

Posts Relacionados