Minas do Congo não fazem mais parte da lista de fornecedoras da Apple devido a trabalho infantil e condições precárias

No ano passado, o The Washington Post publicou uma matéria incrível mostrando a cruel realidade dos mineradores da República Democrática do Congo.

Publicidade

A publicação choca principalmente por demonstrar, com informações relevantes (fotos e vídeos), as condições precárias e extremamente inseguras de trabalho de homens e crianças — tudo para conseguirem o cobalto, que pode ser encontrado nas baterias de íons de lítio dos nossos smartphones. Por esse fato, os holofotes foram dos trabalhadores das minas até as grandes empresas, incluindo a Apple.

Ao se pronunciar sobre esses fatos, a Maçã havia prometido que exigiria auditorias internas e avaliações de risco nas cadeias de fornecimento e também consideraria o cobalto como “um mineral de conflito”. A representante de responsabilidades sociais da cadeia de fornecimento da empresa, Paula Pyers, afirmou que “a Apple está empenhada em trabalhar com [a empresa] Huayou Cobalt para limpar a cadeia de fornecimentos e abordar as questões subjacentes, como a extrema pobreza, que resultam em duras condições de trabalho e trabalho infantil”.

Cobalto Congo

O tempo passou e a empresa parece que realmente está cumprindo a sua promessa. Isso porque agora o The Washington Post divulgou que a Apple parou temporariamente de comprar cobalto das minas no Congo pelo fato de os problemas de trabalho infantil e condições precárias ainda continuarem.

Publicidade

Estamos trabalhando com a Huayou em um programa que verificará as minas artesanais individuais de acordo com nossos padrões. Essas minas vão entrar novamente em nossa cadeia de fornecimento assim que comprovarmos que as proteções adequadas estão sendo aplicadas.

Por volta de 60% do cobalto do mundo inteiro encontra-se no Congo e a mineração é a principal fonte de renda dos milhares de habitantes da área, uma das mais pobres do mundo. Apesar da iniciativa de tentar “forçar” as fornecedoras a pararem com o trabalho infantil e promoverem melhorias na segurança, a Apple ainda afirmou que “quer evitar comprometer o trabalho dos mineradores ao cortá-los da sua cadeia de fornecimento”.

A situação é delicada, realmente. Apenas espero que isso traga melhorias e, como disseram, não acabe prejudicando ainda mais a economia do lugar.

[via Apple World Today]

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…