Apple ultrapassa a Fitbit e se torna a maior fabricante de wearables do mundo

Em concordância com os belos números apresentados no segundo trimestre fiscal de 2017, a Strategy Analytics (empresa de análise financeira) afirmou ontem que a Apple agora é a maior fabricante de vestíveis do mundo, ultrapassando a Fitbit.

Publicidade

A análise feita pela empresa compreende as vendas globais de wearables, assim como a participação de suas fabricantes no mercado, comparando este primeiro trimestre de 2017 com o primeiro de 2016.

Análise da Strategy Analytics para o mercado de wearables (primeiro trimestre de 2017)

De acordo com a tabela, o relógio da Maçã vendeu cerca de 2,2 milhões unidades no 1º trimestre do ano passado; no mesmo período deste ano, foram vendidas 3,5 milhões unidades. Como é possível notarmos, as vendas dos wearables da Fitbit diminuíram drasticamente, indo de 4,5 milhões de unidades no primeiro trimestre de 2016 para “apenas” 2,9 milhões. Isso deixou a empresa inclusive atrás da Xiaomi (que também teve queda nas vendas)!

Publicidade

As vendas, é claro, acabaram influenciando a parcela de mercado de wearables de cada fabricante. A Apple, que detinha 12,1% no mesmo período no ano passado, cresceu e agora detém 15,9%. Já a Xiaomi e a Fitbit perderam bastante mercado; a chinesa caiu de 20,9% para 15,5%, enquanto a americana foi de 24,7% para 13,2%.

Sobre essas mudanças, o diretor da Strategy Analytics, Cliff Raskind, comentou:

A Fitbit vendeu 2,9 milhões de wearables em todo o mundo no primeiro trimestre de 2017, caindo 36% dos 4,5 milhões no primeiro trimestre de 2016. A Fitbit perdeu a sua liderança de wearables para a Apple devido à desaceleração da demanda por pulseiras fitness e o aumento dos smartwatches no mercado. As vendas, receitas, os preços e os lucros da Fitbit estão diminuindo e a empresa terá que lutar bastante neste ano para se recuperar.

Como sempre vimos nos relatórios fiscais da Apple, ela (ainda?) não divulga os números exatos das vendas de Apple Watch; a empresa simplesmente os coloca na categoria “Outros”, que inclui a Apple TV, os AirPods, os produtos da Beats e mais. Por isso, os números divulgados por empresas de análise são apenas estimativas. Ainda assim, a divisão “Outros” da Apple mostrou um número impressionante — além de Tim Cook ter afirmado que as vendas dos relógios da Maçã mais que dobraram no período.

[via MacRumors]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…