O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apple Music

Para brasileiros: chefão do Apple Music afirma que serviço será cobrado em reais até o fim do ano

Ontem nós informamos que a iBooks Store (loja online de livros da Apple) passará a cobrar na moeda local em alguns países da Europa e da América do Sul. Isso mesmo: alguns dos nossos vizinhos, mais precisamente Chile, Colômbia e Peru, passarão a comprar livros respectivamente em peso chileno, peso colombiano e novo sol. Por enquanto, não há nenhum sinal de que a iBooks Store ou qualquer outra loja online de conteúdo digital da Apple no Brasil (App Store e/ou iTunes Store) passe a cobrar em reais.

Publicidade

Entretanto, no próprio post que escrevemos sobre isso, o leitor d3bing compartilhou um artigo do site Omelete que cobre justamente isso. Na verdade, não exatamente para as lojas online da Apple, mas pro serviço de streaming musical da Maçã.

A matéria (do início de fevereiro) fala que a Apple deverá implementar o pagamento em reais no serviço aqui no Brasil até o fim do ano. Com base em que, você me pergunta? De acordo com eles, o próprio chefão do Apple Music (Eddy Cue, vice-presidente sênior de softwares e serviços para internet da Apple) confirmou os planos em uma entrevista realizada com jornalistas brasileiros em Miami (na qual o Omelete estava presente).

Estamos trabalhando nisso [cobrar em reais] e planejamos implementar este ano. Ainda não aconteceu por conta de problemas burocráticos.

Caso a Apple resolva os problemas burocráticos para cobrar em reais no Apple Music, eu não vejo como isso não chegaria também a outros serviços/lojas online da empresa. Assim, se os planos da Maçã se mantiverem inalterados, é capaz de vermos uma virada de chave geral dos preços em dólares para reais até o fim de 2017.

Publicidade

Nós já discutimos bastante aqui no site os prós e os contras de se cobrar em dólar/real; com a mudança, os preços muito provavelmente subirão um bocado; por outro lado, os Gift Cards (Cartões Presentes) poderão se tornar realidade em nosso país, possibilitando a compra de conteúdos sem a necessidade de se ter um cartão de crédito.

E aí, você está torcendo para que isso se torne realidade ou quer que as coisas continuem do jeito em que estão agora (tudo em dólares)?

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
PDF Experts 6 iOS

Readdle lança versão 6.0 do PDF Expert para iOS com mais recursos de edição e novo design

Próximo Artigo
Data center da Apple

Apple anuncia investimento de US$1 bilhão para a expansão do seu data center em Reno, Nevada

Posts Relacionados