O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Pesquisa mostra os principais fatores da resistência de desenvolvedores à Mac App Store

Mac App Store no MacBook Air

Uma das galinhas de ovos de ouro da Apple, a App Store (do iOS), foi lançada em 2008. Ela fez tanto sucesso que impulsionou a Maçã a lançá-la também para Macs. Assim, em 2011, foi oficialmente lançada a Mac App Store (MAS).

Publicidade

As lojas de aplicativos sempre são bastante seguras — já que há uma curadoria bastante rigorosa — e facilitam tanto a distribuição quanto a divulgação dos apps. No iOS, é compreensível que a adoção tenha sido massiva, já que não é possível (sem truques) instalar apps distribuídos de outra forma. Já na MAS, o cenário é outro. Por possibilitar a instalação de aplicativos mesmo fora da loja — e provavelmente por alguns outros motivos que os desenvolvedores bem sabem —, a loja do Mac não é tão badalada assim.

Em uma pesquisa realizada pelo Setapp — sim, aquele serviço de assinatura de aplicativos —, foram coletados dados de mais de 700 desenvolvedores tanto no ano passado quanto neste ano, a fim de criar um comparativo e, a partir dele, ser possível chegar a algumas conclusões em relação à MAS.

Mac App Store 2017

Em termos de distribuição, a pesquisa mostrou que a maioria dos desenvolvedores (42% em 2016 e 47% em 2017) prefere disponibilizar seus softwares tanto na MAS quanto fora dela. Aqueles que disponibilizam somente fora da loja representaram 35% em 2016 e 30% em 2017; mantendo um único (e pior) resultado, os desenvolvedores que distribuem os apps apenas pela MAS representaram 23% nos dois anos.

É claro que, ainda que haja alguns benefícios em distribuir os softwares pela MAS, os desenvolvedores lucram mais quando disponibilizam fora da loja, já que não precisam pagar os 30% para a Apple. Por isso, em relação à renda, cerca de 44% vem da MAS (48% no ano passado), enquanto 56% (52% em 2016) vem de fora da loja.

Publicidade

Outro quesito analisado na pesquisa foi a possibilidade de recomendação da MAS como principal canal de distribuição de apps e, peculiarmente, os resultados mostraram um favorecimento à loja.

Ainda que disponibilizar o app fora da loja pareça ser uma vantagem — financeiramente falando —, a satisfação desse método não é tão grande. Na escala de 100 (todos recomendam) a -100 (ninguém recomenda), a distribuição somente via MAS obteve -34 neste ano (uma queda dos -23 de 2016), sendo recomendado por 18% dos desenvolvedores. Já a distribuição somente fora da loja ficou com -97 (0% de recomendações) e os que distribuíam em ambos teve -48 (aumento dos -54 do ano passado).

Em uma pergunta mais direta para todos os desenvolvedores, foi questionado se o “conforto” que a MAS traz vale a pena pelos 30% cobrados. O resultado foi 69% dizendo que não vale a pena, o que mostra que a resistência continua aumentando, já que no ano passado eram 62% dos desenvolvedores.

Publicidade

Apesar disso, não é somente o dinheiro que segura os desenvolvedores de optar somente pela loja de apps do macOS. Outros quesitos foram identificados e mostraram que são verdadeiros incômodos para quem quer distribuir seus apps por lá: falta de análise dos dados, sandboxing, período de testes, pacotes de apps (bundles), responder às avaliações, entre outros. Em pelo menos um ponto — o último — os desenvolvedores podem comemorar, já que essa é uma das melhorias do iOS 10.3 e do macOS Sierra 10.12.4.

Problemas da Mac App Store 2017

A Apple preza por segurança nas suas lojas, principalmente para beneficiar os seus usuários. Entretanto, ao permitir apenas que os aplicativos da loja acessem recursos do sistema e dados que os usuários realmente precisam, é algo que incomoda os desenvolvedores (71% de insatisfação) que precisariam de mais do que isso para utilizar o sandboxing.

De acordo com a avaliação de “excelente” a “terrível” dos desenvolvedores, a Apple precisa ainda melhorar em diversos outros quesitos como o tempo de aprovação dos apps, a comunicação com a equipe de aprovação e a clareza quanto aos pontos que levaram um determinado app a ser rejeitado. De modo geral, todo o processo recebeu razoáveis 20% em “muito bom”.

Publicidade

O modelo de assinatura, recentemente implementado, foi algo que os desenvolvedores curtiram. Cerca de 48% afirmaram que essa melhoria trouxe impactos positivos e 80% dos que experimentaram recomendariam essa maneira de distribuição.

Além de todos esses dados, a pesquisa mostrou basicamente que 76% dos desenvolvedores de softwares para macOS ainda não experimentaram distribuí-los pela MAS. Quando questionados sobre a razão para tal, 66% afirmaram que seria pela longa e “incerta” maneira de aprovação dos aplicativos; outros 59% disseram que o motivo eram os 30% exigidos pela Maçã.

Ainda que a Apple possa ter seus olhos muito mais voltados para os iGadgets, o macOS ainda tem bastante potencial para ser explorado em termos de lojas de aplicativos. Esperamos que a empresa não demore para aprimorar a Mac App Store a fim de que ela seja vantajosa tanto para usuários quanto para desenvolvedores.

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: O MacMagazine recebe uma pequena comissão por cada venda concluída por meio dos links deste post, mas você, como consumidor, não paga nada mais pelos produtos comprando pelos nossos links de afiliado.

via Cult of Mac

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Logo da Sony Pictures Television

Apple praticamente confirma o seu serviço de streaming de vídeos com a contratação de ex-presidentes da Sony Pictures Television

Próximo Artigo
Eddy Cue no palco em um evento da Apple

Eddy Cue também participa de leilão para almoço com ele no Apple Park

Posts Relacionados