O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apple Campus 2 visto de cima

A US$5 bilhões, Apple Park é o 3º prédio mais caro já construído em todo o mundo

Quando falamos da magnitude do Apple Park aqui no site e vamos acompanhando, mensalmente, o andamento das obras na “espaçonave”, muitos podem não compreender a sua dimensão exata.

Publicidade

Pois a Bloomberg publicou ontem um gráfico que dá uma melhor noção da coisa:

Prédios mais caros do mundo

Sim: a US$5 bilhões, o Apple Park é o 3º prédio mais caro já construído no mundo, perdendo apenas para as torres Abraj Al Bait (US$15 bilhões — Meca, na Arábia Saudita) e para o resort Marina Bay Sands (US$5,5 bilhões — Singapura).

Apenas esses dois prédios custaram mais do que o Apple Park para serem construídos.

A nova sede da Maçã supera inclusive o One World Trade Center, em Nova York, que custou US$3,9 bilhões. Ou seja, ela é obviamente também o prédio mais caro já construído nos Estados Unidos.

Publicidade

O curioso é que, originalmente, o custo do Apple Park estava estimado em US$3 bilhões — o que o posicionaria um pouco abaixo no ranking. Todavia, desde 2013 a previsão já havia sido atualizada para US$5 bilhões, em partes porque Tim Cook & cia. quiseram seguir à risca a visão de Steve Jobs para o campus. Ora, se tem uma empresa que pode se dar a esse luxo hoje em dia é a Apple; o que são US$5 bilhões frente aos quase US$260 bilhões que ela tem em caixa?…

Embora as obras ainda continuem à toda, um porta-voz da Apple confirmou esta semana ao Patch que sim, desde abril já há empregados trabalhando por lá. Só não há como saber se de fato no prédio principal (na “espaçonave”) ou em alguns dos adjacentes que também fazem parte do novo complexo.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
iPhone com Carregamento Sem Fio

Acessório para recarga sem fio do "iPhone 8" poderá chegar um tempo depois do aparelho em si

Próximo Artigo
Mulher olhando assustada para um iMac

Os 5 artigos mais lidos no MacMagazine: de 2 a 9 de julho

Posts Relacionados