O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

iTunes Movie Store está perdendo mercado para concorrentes como Amazon e Comcast nos EUA

Hoje em dia, é muito mais fácil encontrarmos pessoas que assinem algum tipo de serviço de streaming de filme ou música do que aqueles que regularmente alugam/compram essas mídias. Em se tratando especificamente da iTunes Store, já existe uma grande batalha entre ela e os serviços de streaming de música; agora, a mesma coisa está ocorrendo em relação a conteúdos em vídeo.

Publicidade

Conforme contou o The Wall Street Journal [matéria fechada para assinantes], a iTunes [Movie] Store tinha cerca de 50% do mercado em 2012 e, hoje, tem algo entre 20% e 35%. Pelos relatos, isso teria acontecido devido ao crescimento da concorrência, que seriam os serviços da Amazon, da Comcast e outros.

Enquanto a Apple perde terreno, a Amazon disparou e tem agora 20% do mercado graças ao Amazon Prime, seu serviço de assinatura, e também ao catálogo do Amazon Vídeo. Já a Comcast, grande empresa de TV por assinatura que permite alugar/comprar vídeos através das suas set-top boxes (algo como o NET NOW aqui no Brasil), conseguiu alcançar 15% do mercado. Ainda assim, parece que esse declínio no serviço da Apple não afeta todo o seu catálogo:

Curiosamente, a perda de fatia do mercado da Apple no negócio de filmes digitais não perpassa por todos os gêneros, de acordo com fontes. A Apple promoveu filmes independentes e assinou acordos para direitos exclusivos, alguns conteúdos produzidos fora do grande sistema de estúdio, tornando-se um concorrente mais forte nesse espaço.

Coleção de filmes - iTunes [Movie] Store

Como sempre, a Apple foi procurada a fim de tecer comentários sobre essa queda, mas um porta-voz da empresa apenas se limitou a explicar que a Maçã está focada em fornecer conteúdo de vídeo aos clientes em serviços de assinatura como Netflix e HBO na App Store. Além disso, ainda segundo a empresa, as compras e os aluguéis de filmes na iTunes [Movie] Store aumentaram ao longo da ano passado e atingiram o seu nível mais alto em mais de uma década.

Publicidade

Apesar de essa afirmação parecer contraditória, não é: o WSJ também revelou que todo o mercado de aluguel e compra de mídias digitais cresceu cerca de 12% no ano passado, arrecadando US$5,3 bilhões nos Estados Unidos. Portanto, ainda que a Maçã tenha perdido uma parcela do mercado, todo ele ainda continua aumentando — e ela vai com a onda.

Entretanto, ainda que a compra de filmes tenha aumentado 21%, arrecadando US$3,5 bilhões, houve uma queda em relação a 2015, quando o aumento foi de 29%. Um número ainda pior foi o de aluguel de títulos, o qual teve um declínio de 4%, chegando a perder US$1,8 bilhão graças aos famigerados serviços de streaming como Netflix e similares.

Publicidade

A perda de mercado da Apple nada tem a ver com a diminuição em todo o mercado, porém os dois aspectos afetam, sim, a empresa. Vale lembrar que todos os dados acima são referentes aos EUA, apenas.

Obviamente, a Apple não é boba nem nada. Ela está atenta ao mercado e, enquanto enche o seu serviço de streaming musical de conteúdos em vídeo, paralelamente contratou dois nomes de peso do mercado de vídeos e já deixou claro que apresentará novidades relevantes — o que, para muitos, foi a confirmação de que em breve nós veremos um serviço de streaming de vídeos da Maçã.

via 9to5Mac

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Jogo Drop Flip para iOS

Ofertas do dia na App Store: Drop Flip, Display Go, FilePane e mais!

Próximo Artigo
iPad, iPhone, Apple Watch e MacBook com os novos sistemas operacionais beta da Apple

iOS 11, macOS High Sierra 10.13 e tvOS 11 chegam às suas terceiras versões beta [atualizado 4x: watchOS 4]

Posts Relacionados