Apple é processada por suposta infração de patente em recurso da Siri para a Apple TV

Não há dúvidas que, junto à nova App Store, a grande novidade da Apple TV de quarta geração, apresentada há quase dois anos, foi a introdução da Siri. Mas, enquanto em território tupiniquim a assistente virtual ainda nem dá o mínimo sinal de aterrissar, em sua terra natal ela já está uma adolescente rebelde levando problemas para casa.

Publicidade

Digo isso porque a Maçã recebeu mais um famigerado #processinho para juntar ao extenso rol de batalhas judiciais que já está disputando — este, entretanto, diretamente ligado à Siri na Apple TV.

Do outro lado do certame está a CustomPlay, uma empresa baseada no estado da Flórida, EUA. De acordo com a companhia, que registrou queixa na Corte do Distrito Sul da Flórida, a Apple infringiu um patente de sua propriedade com um célebre recurso da Siri na sua set-top box: o comando de voz “O que ele disse?”, que volta o conteúdo em 15 segundos e ativa as legendas temporariamente.

O registro da patente nº 6.408.128 B1, que foi solicitado em 1998 e concedido em 2002, realmente descreve uma funcionalidade muito parecida com aquela implementada pela Apple: um controle remoto capaz de ativar uma função, aqui denominada “WHAT?” (“O QUE?”), que faz com que o sistema retorne a reprodução do vídeo numa quantidade de tempo pré-definida e ligue as legendas no idioma padrão do sistema ou em algum idioma previamente selecionado.

Publicidade

Para piorar a situação, documentos fornecidos pela CustomPlay mostram que a empresa entrou em contato com a Apple em 2014 buscando uma parceria; a Maçã, entretanto, nunca respondeu. Isso seria uma prova de que Tim Cook e sua turma tinham conhecimento da patente (e da funcionalidade) mas, supostamente, escolheram infringi-la de qualquer forma. Por fim, antes que saiamos classificando a acusadora como uma mera “patent troll”, é bom notar que a empresa produz apps para iOS e afirma ter este recurso implementado em alguns deles — ou seja, ao menos em primeira vista, eles não detém somente a propriedade intelectual para lucrar com ela.

Agora, a CustomPlay pede uma compensação financeira não divulgada, cobrindo os danos causados e os custos legais do processo. Do seu lado, a Maçã ainda não comentou o caso — mas continuaremos de olho.

via 9to5Mac

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…