O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

12 capas da revista TIME foram fotografadas usando iPhones… por uma brasileira!

Capa da TIME fotografada por Luisa Dörr

Veja só!

Publicidade

Para o seu projeto intitulado FIRSTS — no qual foram fotografadas 46 mulheres que estão mudando o mundo —, a TIME (mais precisamente Kira Pollack, diretora de fotografia do veículo) escolheu a fotógrafa brasileira Luisa Dörr para realizar a tarefa. Dessas 46 mulheres, 12 se transformaram em capas da revista.

Isso por si só já seria muito legal, afinal estamos falando de uma brasileira estampando o seu trabalho na capa da TIME. Mas não para por aí — ora, somos um site que cobre o mundo Apple! Então você já deve estar imaginando… sim, Luisa fotografou todas as elas utilizando apenas o seu iPhone — e, em alguns casos, um rebatedor1. O motivo de fotografar usando o iPhone foi explicado em um bate-papo entre Pollack e Luisa.

Luisa Dörr fotografando Hillary Clinton
Luisa Dörr fotografando Hillary Clinton

Eu comprei meu primeiro iPhone em 2012. Ele era apenas um complemento para o meu trabalho naquela época. Mas as expectativas do usuário cresceram de forma exponencial à medida que surgiram novos modelos. Agora, minha câmera pesada é o complemento. Eu fui de transportar uma câmera apenas quando estava trabalhando para levar uma câmera no meu bolso todos os dias. De repente, consegui fazer grandes fotos a qualquer hora, em qualquer lugar, sem o estresse de carregar uma bolsa cheia de lentes, cartões e baterias. Além disso, a modelo se sente menos intrusiva quando você pede para tirar uma foto com o seu telefone. Eu gostei da praticidade e, é claro, gostei dos resultados.

A ideia de fotografar as 46 mulheres dessa forma (utilizando apenas, em alguns casos, um rebatedor) surgiu justamente para contrapô-las, já que normalmente nós vemos tais mulheres com muita produção e iluminação. Para Luisa, é difícil ser inspirada por um retrato de alguém que parece inacessível.

Luisa Dörr fotografando Oprah Winfrey
Luisa Dörr fotografando Oprah Winfrey

Agora imagine a Luisa chegando, se apresentando para Hillary Clinton, por exemplo, e explicando que iria fotografá-la apenas utilizando o seu iPhone. Deve gerar uma certa desconfiança, não? Luisa explicou que fotografar pessoas na rua e os seus amigos com o iPhone é uma coisa; mulheres poderosas e famosas é outra bem diferente.

No começo, foi difícil fazer elas entenderem. Algumas ficaram surpresas ao ver alguém nova como a Luisa (28 anos) escalada para um trabalho assim. “Eu senti que elas esperavam ver alguém mais velha e com mais experiência, com alguns assistentes e muitas câmeras e configurações de iluminação.” Luisa também contou que, para algumas das fotos, precisou de apenas 2 minutos; já a mais demorada levou 20 minutos — a média, como você pode imaginar, ficou ali entre 5-10 minutos.

Luisa Dörr fotografando Serena Williams
Luisa Dörr fotografando Serena Williams

O projeto FIRSTS não nasceu do dia para a noite; as fotos foram feitas com uma boa distância e, por isso, Luisa explicou que começou utilizando um iPhone 5, depois mudou para um 6 e, depois, para um 6s Plus. No meio do projeto, o iPhone 7 foi lançado e ela conseguiu fotografar as últimas 36 mulheres com ele. Para o projeto da TIME, Luisa optou por fotografar no modo quadrado e, em alguns casos, com o modo HDR2 ativado.

Mas não pense que tudo são flores e que Luisa não ficou com um certo medo. Apesar de estar bastante acostumada a fotografar com o iPhone, em muitas fotos ela não tinha tempo suficiente para se deslocar a fim de encontrar um lugar mais adequado para a foto. Houve casos, por exemplo, que Luisa acabou tendo que fotografar em um ambiente fechado, em salas básicas e chatas.

Publicidade

O resultado do trabalho você confere, abaixo:

Independentemente dos percalços, o resultado ficou espetacular! Não é mesmo?

via Cult of Mac

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Pôster - "Internet: O Filme"

Filme da semana: compre "Internet: O Filme", com diversos YouTubers, por US$3!

Próximo Artigo
Siri

Executivos contam como o filme "Her" inspirou a "nova" Siri e como ela não foi arquitetada para usos triviais

Posts Relacionados