O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Analista estima que Apple poderá perder US$10 bilhões em vendas de iPhones após a polêmica das baterias

Bateria do iPhone 6s

A decisão deliberada da Apple de diminuir o processamento de iPhones 6 ou superiores com baterias já deterioradas causou um alvoroço mundial que já dura várias semanas.

Publicidade

Depois que a polêmica surgiu, a Maçã já se posicionou, explicou exatamente por que ela optou por esse caminho e — como mais do que obrigação pelo transtorno causado — até diminuiu o preço da troca de bateria dos aparelhos: nos Estados Unidos, a troca foi de US$79 para US$29; aqui no Brasil, o preço caiu de R$449 para R$149.

A notícia, que é ótima para qualquer usuário que queira trocar a bateria de seu dispositivo, pode vir a afetar a Apple mais do que poderíamos imaginar.

Bateria do iPhone 6s

A possibilidade de uma “nova vida” dada aos aparelhos mais antigos — a partir de uma simples (e, agora, acessível) troca de bateria — poderá fazer com que muitos usuários que talvez fossem comprar novos iPhones permaneçam com modelos anteriores por mais um tempo. Esse fato, conforme publicou a Bloomberg, pode fazer com que a Apple deixe de vender cerca de 16 milhões de iPhones este ano.

Publicidade

Essa aposta, que representaria uma redução de 4% na sua receita total, foi feita pelo analista Mark Moskowitz, da Barclays. A estimativa é que a Apple fará a troca de bateria em cerca de 10% dos 519 milhões de iPhones que estão aptos para a troca — apesar de qualquer um agora poder usufruir do preço menor, e inclusive termos ouvido que a troca também será feita dentro da garantia (quando for aplicável).

Cobrando US$29 pela troca, a Maçã ainda conseguirá segundo o analista aproximadamente US$1,5 bilhão em receita, mas o valor está bem aquém dos aproximados US$10 bilhões que ela pode perder em vendas de novos aparelhos (isto é, 16 milhões de iPhones vezes uma média de US$625 por aparelho). E isso nem leva em consideração o que a empresa também poderá perder nos vários processos abertos contra ela no mundo.

Tudo, é claro, são apenas suposições. Não se sabe exatamente quantas pessoas irão de fato preferir substituir a bateria de seus iPhones até dezembro de 2018 — prazo do desconto oferecido pela Apple —, até porque os novos modelos continuam oferecendo os diferenciais de sempre, incluindo processador mais potente, design atualizado, telas mais avançadas, câmeras melhoradas, maior capacidade de armazenamento, novo sistema biométrico e por aí vai.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Apple Park livro spaces

Diferentes conceitos do Apple Park aparecem em livro que reúne fotos de exposição do arquiteto Norman Foster

Próximo Artigo
Promoção "Volta às Aulas"

Promoção "Volta às Aulas": compre um Mac ou um iPad Pro e ganhe um Beats sem fio

Posts Relacionados