O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Pesquisa: modelos de 2017 representaram 61% das vendas de iPhones no último trimestre, nos EUA (e o iPhone 8 vendeu mais)

Galeria dos iPhones 8 Plus

Na semana passada, falamos aqui sobre uma pesquisa da Consumer Intelligence Research Partners (CIRP) que pintava o cenário das vendas de iPhones nos EUA de uma forma bastante positiva em relação à concorrência. Agora, a mesma firma está liberando um outro estudo; este, porém, dedicado a analisar somente os iPhones e a diferença da popularidade dos seus diferentes modelos no mercado americano, no quarto trimestre de 2017.

Publicidade

De acordo com a CIRP, os modelos de iPhone lançados em 2017 — iPhone X, iPhone 8 e iPhone 8 Plus — constituíram 61% dos smartphones da Apple vendidos no período, uma fatia menor que a dos iPhones 7 e 7 Plus no quarto trimestre de 2016 (naquela época, os dois então novos aparelhos ficaram com 72%). Ou seja, o interesse pelos novos modelos foi um pouco menor desta vez — ou talvez as versões antigas continuem com um bom apelo aos olhos dos consumidores.

Pesquisa da CIRP sobre vendas de iPhones nos EUA no quarto trimestre de 2017

Entre outubro e dezembro de 2017, considerando o universo de iPhones vendidos nos Estados Unidos, 24% deles foram iPhones 8, enquanto 17% foram iPhones 8 Plus e 20% foram iPhones X. Claro, é importante considerar que o modelo mais caro foi lançado mais de um mês depois dos seus irmãos mais modestos; ainda assim, a pesquisa mostra que os consumidores ainda estão preferindo investir seu rico dinheirinho nos modelos mais tradicionais.

Publicidade

Outro dado que chama a atenção é a contínua popularidade do iPhone SE, que teve uma fatia de mercado maior no quarto trimestre de 2017 em relação ao mesmo período de 2016 — se isso quer dizer algo, é que ainda tem muita gente interessada em modelos de smartphone menores e mais discretos, ainda que os com telas grandes progressivamente tornem-se a norma.

Com tudo isso em mente, o cofundador da CIRP, Josh Lowitz, afirmou ao MacRumors que é difícil fazer uma comparação extremamente precisa do desempenho comercial dos modelos de iPhones se formos adotar uma perspectiva ano-a-ano:

Comparações com lançamentos anteriores são no mínimo complicadas. Primeiramente, o iPhone X não estava disponível no trimestre inteiro. O catálogo de versões da Apple está ainda mais dividido, considerando que agora eles vendem oito modelos de iPhone, a maior quantidade já vista. E a Apple lançou os novos aparelhos num cronograma diferente, anunciando três modelos de uma vez, mas atrasando o lançamento do mais avançado e caro, o iPhone X, por cinco semanas após a chegada do iPhone 8 e do iPhone 8 Plus.

Portanto, será possível ter uma ideia melhor dessa distribuição (e de quem saiu vitorioso) a partir dos próximos trimestres. Palpites?

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Phil Schiller apresentando o iPhone X

iPhone X não será mantido à venda como opção mais em conta quando seu sucessor for lançado, diz analista

Próximo Artigo
Apple Music for Artists, nova ferramenta de análise da plataforma

Apple Music for Artists traz painel recheado de informações e análises demográficas da plataforma para artistas

Posts Relacionados