O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Visando foco em gerenciar redes e dispositivos, Apple descontinuará funções do macOS Server

Ícone - macOS Server

Talvez a maioria dos usuários de Macs não lembre que a Apple mantém em seu portfólio uma solução complementar do macOS destinada a servidores. O propósito desse produto é servir necessidades de administração de computadores em rede, facilitando também a oferta de serviços comuns para empresas.

Publicidade

Há alguns dias, foi descoberto em um documento de suporte da Maçã a notícia de que vários dos principais serviços que norteiam o macOS Server serão descontinuados, visando sua remoção em versões futuras. A lista publicada inclui os aplicativos servidores de Agenda, Contatos, DHCP, DNS, Mail, Mensagens, NetInstall, VPN, Websites e Wiki.

Ícone - macOS Server

De acordo com o documento de suporte:

O macOS Server está mudando para ser focado em gerenciar computadores, dispositivos e armazenamento em sua rede. Como resultado, algumas mudanças estão chegando na forma como o Server funciona. Alguns serviços serão descontinuados e estarão omitidos em novas instalações do update para o macOS Server que chegará no segundo trimestre de 2018. Se você já configurou algum desses serviços, você continuará a usá-los no update do segundo trimestre de 2018 do macOS Server.

Histórico

Ao longo dos anos, a Apple promoveu algumas mudanças estratégicas no macOS Server. Originalmente ele era um sistema operacional distinto, oferecido como opcional nas compras de Macs mini e Pro; além disso, vinha pré-instalado no Xserve, o servidor 1U comercializado pela empresa até janeiro de 2011, quando foi descontinuado.

Xserve Nehalem

No mesmo ano, o macOS Server deixou de ser um sistema operacional independente. A Apple até cogitou oferecer as suas funções incorporadas no mesmo produto pré-instalado em todos os Macs, mas ao anunciar a última prévia da versão 10.7 Lion para desenvolvedores na Worldwide Developers Conference (WWDC) 2011, decidiu que as transformaria em um bundle a ser vendido na App Store. Nessa mesma edição, a Apple incorporou pela primeira vez uma solução para gerenciamento de dispositivos iOS.

Publicidade

Essa inciativa, que inclusive guiou o desenvolvimento das atualizações subsequentes do macOS Server, agora é a base do que se tornará o futuro de uma das poucas soluções desenvolvidas pela Apple aos seus usuários corporativos. Com o advento do iOS nesse mercado, a empresa passou a apostar nas alianças com parceiros globais para expandir seu portfólio, tendo como principais signatários gigantes como Accenture, IBM e SAP.

Segundo o AppleInsider, fontes ligadas à empresa comentaram que um dos principais problemas no desenvolvimento do macOS Server era o déficit de atualizações dos componentes internos que agora estão sendo descontinuados. Muitos deles eram baseados em produtos de código aberto, os quais administradores de rede adquiriram o hábito de instalar manualmente.

Próximos updates

As mesmas fontes procuradas pelo AppleInsider também confirmaram que as mudanças previstas para o macOS Server o tornarão menos customizável. O objetivo é reduzir o tempo e o volume de ajustes necessários do administrador, para colocar em uso os serviços essenciais que serão mantidos logo na instalação.

Além disso, a Apple está trabalhando para dar a empresas um meio de se adiar atualizações de sistema por até 90 dias (sem que os usuários notem sua disponibilidade), o que estará aplicável a partir do iOS 11.3 e do macOS High Sierra 10.13.4. Embora isso não tenha previsão de se estender ao nosso dia-a-dia com gadgets particulares, gerenciadores de parques de dispositivos apreciam a possibilidade de se controlar distribuições de pacotes, dependendo dos casos.


Ícone do app macOS Server
macOS Server de Apple
Compatível com Macs
Versão 5.11 (79.2 MB)
Requer o macOS 10.16 ou superior
R$ 109,90Badge - Baixar na Mac App Store Código QR Código QR

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Logo da Apple ao contrário na loja ifc mall em Hong Kong

Dois empregados de Apple Store em Hong Kong são hospitalizados após inalarem fumaça emitida por bateria em combustão

Próximo Artigo
Conceito de HomePod 2 por Martin Hajek

O HomePod ainda nem chegou ao mercado, mas já estão imaginando como será(ão) o(s) próximo(s)

Posts Relacionados