Apple teria vendido 600 mil HomePods e ficado com 6% do mercado no seu trimestre de estreia no segmento

Ninguém sabia exatamente qual era a do HomePod após o seu lançamento. Entre rumores de que as vendas estavam baixíssimas e de que a Apple estaria considerando lançar um modelo mais barato do alto-falante para melhorar a sua popularidade, o real caráter do bichinho era um mistério para a maioria de nós. Agora, ao menos temos algumas estimativas para nos apoiar.

Publicidade

A Strategy Analytics publicou hoje o seu relatório sobre o mercado de alto-falantes inteligentes referente ao primeiro trimestre de 2018 e mostrou que a Apple ainda tem que comer muito arroz com feijão para chegar perto das líderes do segmento. A Maçã despachou cerca de 600.000 HomePods no período, conquistando uma fatia de 6% do mercado.

Pesquisa da Strategy Analytics sobre mercado de alto-falantes inteligentes, primeiro trimestre de 2018

Claro, temos que considerar que essa é a chegada de Cupertino a uma área em que não tinha nenhuma experiência prévia e que o HomePod é um produto caro (alguns dos seus concorrentes custam até mesmo um terço do preço, por exemplo). Ainda assim, a Apple comeu poeira nos resultados: a Amazon, líder do segmento, despachou 4 milhões de unidades dos seus dispositivos Echo, capturando uma fatia de 43,6% do mercado; o Google, vice-líder, despachou 2,4 milhões de alto-falantes e ficou com 26,5% do segmento.

Publicidade

Até mesmo a gigante do varejo Alibaba, com seus célebres produtos xing-ling, ficou um pouco à frente da Apple: foram 700.000 aparelhos despachados no primeiro semestre e uma fatia de 7,6% do mercado. Já a Xiaomi, que também está começando agora no segmento, vendeu 200.000 alto-falantes inteligentes no período e ficou com 2,4%.

Segundo David Watkins, diretor da SA, o duopólio de Amazon e do Google dá sinais de acabar: há um ano, a fatia combinada das duas empresas no segmento era de 94%; no fim de 2017 caiu para 84% e agora estacionou nos 70%. O analista afirmou que o crescente interesse do mercado chinês (onde nenhuma das duas companhias está presente) é o principal responsável pela queda, mas talvez a Apple possa aproveitar o vácuo para escalar algumas posições nessa montanha.

Teremos que aguardar para saber os próximos capítulos dessa história, naturalmente. Será que o HomePod vai ganhar tração e conquistar o seu lugar ao sol? Será que a Apple vai arregaçar as mangas e lançar um modelo mais barato do alto-falante para competir de igual para igual com as concorrentes? Deixem seus palpites abaixo.

via MacRumors

Posts relacionados

Comentários