O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Lisa Jackson

Apple investirá na preservação de manguezais na Colômbia

Ainda que não seja novidade o fato de a Apple se importar com o meio ambiente e sua preservação, estamos acompanhando uma nova fase da companhia relacionada à sustentabilidade. Em abril passado, a Maçã passou a operar ao redor do mundo totalmente a partir de fontes de energia limpas e sustentáveis e, nesta semana, fomos apresentados aos primeiros iPhones construídos com alguns materiais reciclados.

Publicidade

Os investimentos da Apple no meio ambiente não param por aí; ontem (13/9), durante a conferência Global Climate Action Summit (que acontece em San Francisco, na Califórnia), a vice-presidente de iniciativas ambientais, políticas e sociais da Apple, Lisa Jackson, revelou os planos da companhia na preservação de 27.000 acres (aproximadamente 11.000 hectares) de manguezais na costa da Colômbia, como divulgou a Fast Company.

O projeto, que está sendo realizado em parceria com a Conservation International, envolverá o plantio de árvores em áreas degradadas e a preservação daquelas que ainda existem. Além disso é esperado que, nos primeiros anos do programa, sejam capturados cerca de 1 milhão de toneladas de dióxido de carbono (CO2), de acordo com Jackson.

Essas florestas são críticas porque são uma das ferramentas mais importantes da natureza na batalha contra a mudança climática — elas podem absorver e armazenar até 10x mais carbono do que uma floresta terrestre.

Em seus dois primeiros anos, o projeto ajudará a reduzir as emissões de carbono em até 17.000 toneladas — aproximadamente a mesma quantidade que será emitida pelos carros da Maçã que irão rodar o mundo para atualizar o Apple Maps.

Publicidade

Ademais, a Conservation International calculou, pela primeira vez, o que eles chamam de “carbono azul” (que as árvores sequestram debaixo d’água), fazendo deste o primeiro projeto do tipo, conforme contou o cientista e diretor executivo da CI, M. Sanjaya.

Ao investir, a Apple abriu a porta para que outros também pensem sobre o carbono azul como uma maneira viável de sequestrar carbono e reduzir as emissões globalmente.

A chefe de projetos ambientais da Apple não divulgou por quanto tempo o projeto irá durar e nem quanto será investido. Apesar disso, a importância de um projeto como esse é imensurável para a preservação desse tipo de floresta no mundo. Em 2015, a Maçã investiu no fundo da Conversation Internacional para adquirir mais de 36.000 hectares para reflorestamento nos Estados Unidos.

Além desse programa, a Maçã também anunciou um fundo de US$300 milhões em energia limpa na China e uma parceria com empresas dos EUA para produzir energia renovável no leste do país.

Apple doa US$1 milhão para a Cruz Vermelha

Na manhã de hoje, o CEO da Apple, Tim Cook, tweetou que a companhia doará US$1 milhão à Cruz Vermelha para apoiar os esforços de socorro por conta do furacão Florence, que atingiu a costa leste dos EUA nesta semana.

Publicidade

As Carolinas estão em nossos corações. Para os nossos funcionários de lá, socorristas e todos no caminho do furacão Florence, por favor, fiquem seguros. Para ajudar as pessoas afetadas, a Apple está doando US$1 milhão para a Cruz Vermelha.

Além do valor em dinheiro, a Maçã geralmente aceita doações dos seus clientes por meio da App Store e do iTunes, mas a companhia ainda não adicionou essa opção nas suas lojas ou no seu site. No ano passado, ela doou US$5 milhões para ajudar na recuperação dos estragos causados pelos furacões Harvey e Irma.

Neste ano, a gigante de Cupertino também já contribuiu com cerca de R$4 milhões para as vítimas de inundações na Índia.

via AppleInsider, MacRumors

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Apple Watch Hemès

Novo Apple Watch poderá afetar ainda mais as vendas de relógios suíços

Próximo Artigo
iPhone Xs e Xs Max dourado sobre fundo preto

Baixe aqui os wallpapers padrão dos iPhones XS, XS Max e XR! [atualizado]

Posts Relacionados