O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Ex-engenheira da Apple diz que China pode, sim, ter espionado a empresa

Anna Katrina Shedletsky
Crédito: Leander Kahney, do Cult of Mac

Nesta semana, uma grande polêmica foi lançada pela Bloomberg Businessweek. De forma resumida, o veículo afirmou que o governo chinês espionou a Apple, a Amazon, outras empresas — e até mesmo órgãos no governo americano.

Publicidade

Essa vigilância teria acontecido de uma forma “simples”: uma empresa chinesa responsável pela fabricação de servidores utilizados por todos os envolvidos teria implantado, na surdina, microchips nesses equipamentos com a finalidade de conseguir roubar propriedade intelectual e segredos comerciais de empresas americanas e das agências governamentais.

Apple e Amazon negaram veementemente a afirmação da Bloomberg Businessweek, mas era questão de tempo até esse caso ganhar novos episódios e desdobramentos.

Anna Katrina Shedletsky
Crédito: Leander Kahney, do Cult of Mac

Anna-Katrina Shedletsky, ex-engenheira de hardware que trabalhou na Apple por 13 anos e ajudou na criação de várias gerações do iPod, do iPhone e do Apple Watch, disse ser “altamente plausível” que os tais microchips espiões pudessem fazer parte do design dos servidores utilizados pela Maçã.

Com o meu conhecimento de design de hardware, é totalmente plausível para mim. É muito plausível para mim e isso é assustador se você pensar sobre.

Shedletsky trabalhou de perto com algumas das parceiras da Maçã, como a Foxconn, projetando e construindo linhas de fabricação para dezenas de produtos da Apple. Com o conhecimento adquirido ao longo desse trabalho, ela deixou a empresa de Cupertino e fundou a sua própria, a Instrumental, que usa aprendizado de máquina para ajudar fabricantes a identificarem e corrigirem problemas em suas linhas de montagem.

Publicidade

É bom deixar claro que ela não tem nenhuma informação além da que saiu para o público. Sua avaliação é interessante, porém, pois estamos falando de uma pessoa com um alto grau de conhecimento no que diz respeito à construção de hardwares desse tipo. E, para Shedletsky, seria trivialmente fácil para o governo chinês colocar um microchip espião em servidores como esse.

Isso porque, geralmente, existem centenas ou milhares de componentes que são usados em um produto assim, o que dificulta muito a verificação de cada um deles. Além disso, empresas frequentemente terceirizam o projeto desses equipamentos — no todo ou em parte — para seus parceiros de fabricação, o que significa que, às vezes, elas têm pouca ideia de quais componentes específicos foram usados. E mesmo que opte por fazer o seu próprio design para um produto desses, os componentes podem ser facilmente substituídos por outros mais baratos ou, no caso de espionagem, por chips não-autorizados.

Publicidade

Para exemplificar isso, Shedletsky disse que a falsificação de chips e outros componentes eletrônicos é um problema grande e contínuo na cadeia de suprimentos. Muitas vezes, essas empresas trocam os chips originais por componentes falsos ou mais baratos para aumentar seus lucros — não é à toa que ela entrou nesse mercado com a Instrumental.

Governo britânico apoiando Apple e Amazon

Sede de Comunicações do Governo, ou Government Communications Headquarters
Crédito: Evening Standard

O Centro Nacional de Segurança Cibernética do Reino Unido (United Kingdom’s National Cyber Security Centre) — que faz parte da Sede de Comunicações do Governo (Government Communications Headquarters, ou GCHQ), por sua vez, demonstrou total apoio à Apple e à Amazon.

Em uma rara declaração para a Reuters, o órgão informou estar “ciente dos dos relatos da mídia”, mas nessa fase “não tem motivos para duvidar das avaliações detalhadas feitas pela AWS [Amazon Web Services] e pela Apple”.

Publicidade

Eles acrescentaram ainda que “se envolvem de forma confidencial com pesquisadores de segurança”, solicitando que qualquer pessoa com informações confiáveis sobre esses relatórios a entrarem com contato.

Que polêmica, meus amigos!

via Cult of Mac, MacRumors

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Ícone do app Pixagram para iOS

Promoções do dia na App Store: Pixagram, Cardinal Land, TrashMe e mais!

Próximo Artigo
Novos MacBooks Pro (2018)

Macs com chip T2 precisam passar por diagnóstico após reparos [atualizado]

Posts Relacionados