O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Lisa Jackson em keynote da Apple com o planeta Terra atrás

Apple reitera compromisso com o Acordo de Paris durante conferência em Lisboa

A Apple já manifestou antes seu desejo de continuar apoiando o Acordo de Paris depois que o Governo Trump retirou os Estados Unidos do tratado, o qual estabelece metas práticas para reduzir os efeitos do aquecimento global. Agora, a empresa repetiu essa pretensão por meio da sua vice-presidente de iniciativas sociais, políticas e de meio-ambiente, Lisa Jackson.

Publicidade

A executiva, que já foi responsável por uma das principais agências ambientais dos EUA durante o Governo Obama, esteve na conferência de tecnologia Web Summit, em Lisboa, onde fez comentários referentes ao Acordo e ao fato de que a Apple pode continuar sendo uma empresa (extremamente) lucrativa respeitando o meio ambiente e as regras do tratado.

O ar que nós respiramos e o planeta que deixamos para nossos filhos não pertencem ao partido de ninguém, ou à ideologia de ninguém — pertencem a todos nós, e os governos deveriam ser nossos aliados nesse trabalho. Na Apple, nós apoiamos e continuamos apoiando o Acordo Climático de Paris.

Jackson afirmou ainda que “não existe conflito entre um planeta saudável e resultados financeiros saudáveis”, acrescentando que essa seria “uma escolha falsa e que todos deveriam rejeitar”.

Claro que, mesmo com a maior empresa de capital aberto do mundo (e várias outras) desafiando uma decisão de Donald Trump, é improvável que o governo americano volte atrás na sua decisão. Ainda assim, não deixa de ser uma ação valorosa da Apple e das outras companhias — deixar clara a insatisfação em relação a um assunto tão importante, num momento tão crucial quanto o que estamos vivendo, é uma baita atitude responsável, ainda que calcada no âmbito do marketing.

via Apple World Today

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Xiaomi lança fones sem fio que custam 1/5 do preço dos AirPods

Próximo Artigo
Qualcomm

Qualcomm terá que licenciar suas tecnologias para rivais

Posts Relacionados