O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apple ignora própria regra e continua aprovando apps sem suporte à tela do iPhone X/XS

Apps disponíveis na App Store que não oferecem suporte à tela de 5,8" dos iPhones X/XS
Alguns apps disponíveis na App Store que não oferecem suporte à tela de 5,8″ dos iPhones X/XS

O iPhone X foi lançado pela Apple em setembro de 2017; a pré-venda dele começou no fim de outubro e o aparelho finalmente chegou ao mercado pouco tempo depois, no começo de novembro do ano passado.

Publicidade

O aparelho marcou a chegada de uma nova fase na linha de smartphones da Apple, com uma tela OLED1 de 5,8 polegadas, sem botão de Início — e, por isso, com margens/bordas até então nunca antes vistas num iPhone.

É claro que uma mudanças dessa requer que todo um ecossistema (não apenas da Apple, mas de desenvolvedores terceiros) seja refeito, para se adaptar ao novo tamanho de tela e aos novos gestos que foram implementados a fim de substituir toda a interação que a gente tinha com o botão físico. Isso, obviamente, não acontece do dia para a noite. No caso específico da nova tela de 5,8″, a Apple deu um prazo bastante longo para que todas as empresas e desenvolvedores se adaptassem.

A Apple estipulou que, a partir de abril deste ano, todos os novos apps projetados para o iPhone (mesmo aqueles que são universais) deveriam ter suporte à tela Super Retina HD do iPhone X. Ou seja, seria necessário suportar a resolução de 1125×2436 pixels para a orientação vertical e de 2436×1125 pixels para a horizontal, além de precisar respeitar as áreas seguras e os layouts adaptativos.

Publicidade

No meio do ano, em julho, a regra passou a valer também para atualizações de apps já existentes. Ou seja, na teoria, hoje não deveríamos mais ter aplicativos na App Store sendo atualizados sem suporte à tela do iPhone X (que, por sinal, é a mesma do iPhone XS). Mas a teoria é bem diferente da prática…

Ainda existem muitos aplicativos que não oferecem suporte à tela de 5,8″ dos iPhones X e XS — que dirá, então, à dos iPhones XS Max e XR, que contam com telas de 6,5″ e 6,1″, respectivamente. Não é preciso fazer muito esforço para encontrá-los. Aqui no meu aparelho, por exemplo, eu tenho alguns — veja só:

Apps disponíveis na App Store que não oferecem suporte à tela de 5,8" dos iPhones X/XS
Alguns apps disponíveis na App Store que não oferecem suporte à tela de 5,8″ dos iPhones X/XS

É claro que muitos estão abandonados e nunca mais receberam atualizações. Nesse caso, a Apple não tem culpa já que ainda não resolveu promover uma limpa na loja; ela apenas afirmou que não mais aceitaria atualizações ou aprovaria novos apps que não fossem preparados para as telas de 5,8″. Mas o que falar de aplicativos como OLX (ultima atualização em 6 de dezembro), Minha Claro (12 de novembro), Oktoplus (28 de novembro), O Globo Notícias (5 de novembro) e muitos outros que foram atualizados depois de julho e continuam sem oferecer suporte ao iPhone X?

Publicidade

Muitos desses aplicativos inclusive são promovidos pela Apple na App Store, o que não faz o menor sentido. Exemplo: numa lista “Presentes de última hora”, a Apple destaca o OLX; ja no editorial “Ler faz bem”, ela indica o app VEJA que está há mais de dois anos sem receber atualização e que, é claro, não conta com suporte aos últimos aparelhos — a experiência de usar um app assim é simplesmente horrível e vai contra tudo o que a Apple prega.

Nós questionamos Phil Schiller, chefão de marketing mundial da Apple e responsável pela App Store no Twitter, mas não obtivemos resposta.

Publicidade

Olá, @pschiller, a Apple esqueceu dessa exigência de julho [https://developer.apple.com/news/?id=05072018a]? Eu ainda estou vendo alguns apps que estão sendo atualizados sem suporte à tela Super Retina do iPhone X.

É claro que não estamos falando de um problema gravíssimo, que coloca o usuário em risco ou algo do tipo. Não, estamos longe desse cenário. Mas é curioso ver como a Apple faz “vista grossa” para muita coisa que, no fim das contas, prejudicaria desenvolvedores e deixaria a sua loja mais pobre. Por outro lado, é inegável que, se a Apple seguisse a regra estipulada, teríamos hoje uma loja oferecendo uma experiência muito mais bacana para donos de novos iPhones.

Fica o nosso puxão de orelha tanto à Apple, por ignorar a sua própria regra, quanto aos desenvolvedores que até hoje não atualizaram seus apps para as novas telas.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
China iPhone

Tribunal chinês aceita pedido da Qualcomm para banir certos iPhones [atualizado 4x]

Próximo Artigo
Life for 2

App criado por brasileiros ajuda casais a definirem metas e se (re)conhecerem

Posts Relacionados