O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

iPhone XS Max sendo recarregado

Ação coletiva acusa a Apple de mentir nos tamanhos de tela dos iPhones OLED

A coisa já não está boa para a Apple no que se refere aos iPhones mais recentes, e agora a notícia de uma ação coletiva movida contra a Maçã por conta deles certamente não ajudará a acalmar os ânimos em Cupertino.

Publicidade

Como informou o AppleInsider, um grupo de consumidores registrou uma ação numa Corte Distrital do Norte da Califórnia por um motivo muito simples: segundo eles, a Apple está enganando os consumidores ao divulgar o tamanho e a resolução das telas dos iPhones com painéis OLED — isto é, os iPhones X, XS e XS Max.

De acordo com os reclamantes, o problema está em dois fatores específicos: as bordas arredondadas nas telas desses aparelhos e o famigerado recorte (notch). A ação afirma que a Apple estampa, no marketing dos iPhones OLED, uma medição do tamanho e resolução de tela semelhante à de modelos antigos, como o iPhone 8 — que tem um painel perfeitamente retangular, com cantos “vivos”, e sem recortes.

Isso daria a falsa impressão de que a tela do iPhone XS (de 5,8 polegadas, segundo a Apple), por exemplo, teria uma quantidade de espaço utilizável maior que a do iPhone 8 Plus (5,5 polegadas), o que não seria bem o caso — como registrado no texto da ação, a própria Maçã orienta que desenvolvedores deixem amplo espaço de borda nos seus apps para os iPhones com telas OLED, por conta do recorte e dos cantos arredondados.

Publicidade

Os reclamantes citam ainda os chamados “pixels falsos” — os pixels presentes no extremo das bordas arredondadas que não contam com os três sub-pixels que tradicionalmente compõem a célula (azul, vermelho e verde). Segundo a ação, esses pixels não poderiam fazer parte da contagem para a resolução dos aparelhos.

Um exemplo citado pela própria queixa de que a Apple sabe do problema e tenta escondê-lo está nas próprias imagens de marketing dos iPhones XS e XS Max: com a escolha específica de ângulos e papéis de parede, a Maçã parece querer esconder o recorte dos aparelhos, dando a impressão que eles contam com uma tela realmente infinita e sem interrupções — o que, nós sabemos bem, não é o caso.

Os reclamantes pedem que a Apple corrija todas as informações incorretas no seu site e material de marketing, e exigem um pagamento de danos a todos os participantes da ação que se sentiram lesados pelas práticas supostamente incorretas da empresa. A ação ainda tem que ser aprovada para que se transforme num processo e seja julgado, então teremos que ver que fim levará essa história toda.

Opiniões?

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
WhatsApp

Como iniciar uma conversa no WhatsApp sem salvar o número da pessoa

Próximo Artigo
Fórum MacMagazine

Tópicos do MM Fórum: case de silicone da Apple, problema na troca de Watch, café derramado em MacBook Pro e mais!

Posts Relacionados