O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

iPhones XR (preto e vermelho)
iPhone XR

Apple estaria oferecendo descontos em iPhones na China; Foxconn tem queda nas receitas

Que a situação do iPhone não vai nada bem, todo mundo já sabe. A notícia mais recente acerca dos smartphones dá conta do fato de que a Apple teria reduzido em cerca de 10% a produção dos aparelhos. Agora, um relatório do National Business Daily trouxe mais uma novidade que mostra a preocupação da Apple com o desempenho dos aparelhos.

Publicidade

De acordo com a reportagem, a Maçã teria autorizado revendedoras suas na China a oferecer descontos no preço dos iPhones mais recentes como forma de atrair consumidores. O corte mais drástico autorizado pela Apple seria no iPhone XR, com um desconto de CN¥450 (ou aproximadamente R$250); outros aparelhos, como o XS e o XS Max, também teriam cortes em torno de CN¥400 (cerca de R$200).

É bom notar que a redução ainda deve ser tratada como rumor, uma vez que apenas algumas revendedoras da Apple se pronunciaram sobre o assunto e a Maçã não emitiu nenhum comunicado oficial sobre a questão. Quando se trata da muralha chinesa, é difícil confirmar as informações assim tão facilmente, mas é quase certo que ainda surgirão notícias sobre isso.

Foxconn

Ainda em território asiático, uma das principais parceiras da Apple parece ter sentido o baque dos iPhones — mostrando que as consequências da queda dos smartphones da Maçã vão além, muito além de Cupertino.

Foxconn

Como informou a Reuters, a Foxconn relatou uma queda de 8% nas suas receitas de dezembro passado. Isso representa a primeira retração do faturamento da empresa em 10 meses e tem a Apple e os iPhones como principais culpados, porém não únicos — a demanda do setor de eletrônicos como um todo está desacelerando e outras parceiras da Foxconn também têm enfrentado problemas.

Publicidade

Como declarou uma representante da fornecedora:

A principal razão para isso [a redução nas receitas] é que a queda na categoria de eletrônicos para o consumidor final foi bem forte.

Apesar disso, nem tudo está totalmente negativo para a Foxconn: numa perspectiva anual, as vendas da empresa em 2018 cresceram 12,5% em relação a 2017. Fica agora a questão de como elas ficarão em 2019…

via AppleInsider, MacRumors

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Dock com carregamento sem fio da linha Terrazzo, da Native Union

CES 2019: Native Union lança carregador sem fio e case com material diferentão

Próximo Artigo
Bang & Olufsen Beoplay E8 2.0 com base de carregamento sem fio

Bang & Olufsen atualiza fones E8 com carregamento sem fio

Posts Relacionados