O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Aeroporto Internacional de Xangai Pudong

Apple compra 50 assentos na classe executiva para Xangai… diariamente! [atualizado]

Ainda que algumas coisas sejam criadas, projetadas e até mesmo desenvolvidas nos Estados Unidos, basicamente “tudo” o que a Apple vende hoje em dia é montado na China. Sim, ela tem parceiras em outros locais como na Índia — e até mesmo no Brasil —, mas a importância chinesa essa história é indiscutível.

Publicidade

Podemos imaginar, então, que alguns executivos da Apple devem viajar para lá com uma certa frequência. Mas qual frequência seria essa? Bem, no Twitter, o perfil @LAflyr informou que o maior cliente corporativo global da United Airlines é a Apple, que gasta nada menos do que US$150 milhões em passagens aéreas.

O trajeto mais importante para a empresa seria de SFO (Aeroporto Internacional de San Francisco) para PVG (Aeroporto Internacional de Xangai Pudong). Apenas esse trecho representa cerca de 25% dos US$135 milhões; na prática, a Maçã compra 50 assentos na classe executiva de SFO para PVG… por dia!

Publicidade

Eis os principais destinos onde executivos da Apple desembarcam:

  1. PVG (Aeroporto Internacional de Xangai Pudong; China)
  2. HKG (Aeroporto Internacional de Hong Kong)
  3. TPE (Aeroporto Internacional de Taiwan Taoyuan)
  4. LHR (Aeroporto de Londres Heathrow; Reino Unido)
  5. ICN (Aeroporto Internacional de Incheon; Coreia do Sul)
  6. SIN (Aeroporto Changi de Singapura)
  7. MUC (Aeroporto de Munique-Franz Josef Strauss; Alemanha)
  8. HND (Aeroporto Internacional de Tóquio; Japão)
  9. PEC (Aeroporto Internacional de Pequim; China)
  10. TLV (Aeroporto Internacional Ben Gurion; Israel)

O grande investimento e o número de assentos com destino à China se explicam, como disse, pela quantidade de parceiras que a Apple tem no país. Segundo informou o Nikkei Asia Review, de 2017 para 2018 o número de fornecedores da Maçã no país subiu de 19 para 27. Ainda que a Apple tenha mais fornecedores em outros locais (como em Taiwan), quase que a totalidade dos produtos da Maçã é montada na China — o que explica o fluxo de executivos para o país.

Fornecedores da Apple no mundo

O gráfico acima nos dá uma ideia de onde estão os fornecedores da Apple mo mundo — e veja como ele se relaciona muito bem com os destinos informados pela United Airlines.

Publicidade

Vale notar que os números comentados aqui são apenas dos voos partindo de SFO. Como sabemos, a Apple conta com diversos outros campi espalhados pelos EUA (como no Texas) e pelo mundo (como no Reino Unido). Além disso, o Aeroporto Internacional de San Jose também fica próximo ao principal campus da Apple, em Cupertino — então, é bem provável que esses números sejam apenas uma parte de um todo.

Ainda que a Apple seja a maior conta corporativa da United Airlines, outras empresas como Facebook e Google (US$34 milhões), Cisco e Oracle (de US$12 a US$17 milhões) e Intel (US$10 milhões) também investem pesado.

Publicidade

E, assim, a economia gira…

via MacRumors

Atualização 14/01/2019 às 20:48

A United Airlines divulgou um comunicado para o jornalista Kif Leswing após a circulação da notícia acima:

Essas informações foram fornecidas aos funcionários da United como parte de um projeto-piloto limitado, focado em San Francisco, para destacar a importância de nossos relacionamentos corporativos e não deveria ter sido compartilhada publicamente. O projeto já foi descontinuado.

Um pequeno grupo de clientes foi mencionado pelo nome neste material e cada um foi contatado diretamente e estamos trabalhando para resolver suas preocupações. O material foi retirado e, no futuro, revisaremos e restringiremos ainda mais o compartilhamento de informações internas de clientes para uma audiência estrita que deve receber tais informações.

via 9to5Mac

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
AirPower

Depois de muito atraso, AirPower poderá ser lançado em breve [atualizado]

Próximo Artigo
Mulher lendo em um iPhone

Os 5 artigos mais lidos no MacMagazine: de 6 a 13 de janeiro

Posts Relacionados