O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Vídeo mostra detalhes do hardware do Projeto Titan

Apple explica por que seus carros autônomos registram mais falhas que os da concorrência

Ontem, falamos aqui sobre um dado preocupante acerca do Projeto Titan: aparentemente, os carros autônomos da Apple em testes nas ruas da Califórnia sofrem com ocorrências de desengajamento (quando o motorista de segurança assume o controle do veículo) em uma proporção muito superior à de suas principais concorrentes, o que colocaria a Maçã numa posição de desvantagem no desenvolvimento das tais tecnologias. Entretanto, essa não é a história completa.

Publicidade

Hoje, o Department of Motor Vehicles (DMV, equivalente ao nosso Detran) da Califórnia publicou o relatório completo com os dados e informações enviados pelas empresas que fazem testes com carros autônomos no estado e, entre a documentação exposta, uma carta enviada pela Apple [PDF] explica a razão para a empresa relatar as ocorrências numa quantidade tão maior que outras companhias.

O que acontece é que, até julho de 2018, a Apple tinha como prática registrar absolutamente todas as ocorrências de desengajamento, mesmo em ocasiões sem qualquer tipo de falha ou perigo — bastava que o motorista de segurança tocasse no volante e a estatística já estava lá, gravada. A partir daí, os procedimentos mudaram e passaram a ser registrados somente os “desengajamentos importantes” — ou seja, ocorrências nas quais a intervenção do condutor humano foram importantes para sanar uma falha do veículo ou para evitar um acidente.

Os números refletem a mudança: entre abril de 2017 e junho de 2018, os veículos da Maçã dirigiram por quase 40 mil quilômetros e registraram, no total, 76.557 ocorrências de desengajamento. De julho de 2018 para cá, os carros já rodaram 90 mil quilômetros e foram registradas apenas 28 ocorrências, já de acordo com a nova diretriz — ou cerca de 0,3 falhas a cada 1.000km. A título de comparação, a Waymo registrou, ao longo de 2018, cerca de 0,06 falhas a cada 1.000km.

Publicidade

A própria Apple reconhece, na carta, que seus testes ainda estão em fases iniciais e que a segurança dos condutores e pedestres é sua prioridade máxima e, por isso, seus números de falhas podem ser maiores que os da concorrência. Apesar disso, esse novo dado mostra que a Maçã não está tão atrás de outras empresas do ramo — o que muda, mesmo, é a forma como cada uma registra seus dados.

No próximo levantamento desse tipo, é de se esperar que a empresa de Cupertino se saia muito melhor.

via AppleInsider

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Smart Battery Case para iPhone XS Max

Smart Battery Cases para iPhones XS, XS Max e XR estão agora disponíveis para compra [atualizado 2x]

Próximo Artigo
DataTiger

Apple adquire DataTiger, startup inglesa de marketing digital

Posts Relacionados