O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Base de recarga AirPower com iPhone X Plus, o Apple Watch Series 3 e o AirPods

Apple assegura direitos de comercialização da marca “AirPower”

Como vocês devem ter acompanhado, a Apple atualizou alguns de seus produtos e lançou novos dispositivos nesta semana, incluindo a segunda geração dos AirPods e a sua case de carregamento sem fio, que levantou as expectativas em torno do lançamento do famigerado AirPower.

Publicidade

Esteja (ou não) prestes a lançar a sua base de recarga sem fio, o fato é que um problema acerca do registro da marca “AirPower” tem dado dor de cabeça para a Apple nos últimos meses, já que outra empresa havia solicitado os direitos comerciais sobre o nome do esperado acessório da Maçã.

Mais precisamente, a Apple tentou registrar a marca “AirPower” no meio do ano passado, mas descobriu que uma empresa chamada Advanced Access Technologies já havia apresentado o mesmo pedido, o qual foi concedido provisoriamente em dezembro passado pelo Escritório de Patentes e Marcas dos Estados Unidos (United States Patent and Trademark Office, ou USPTO).

Contudo, antes de uma marca ser oficialmente concedida, o USPTO analisa os argumentos de outras empresas que acreditam que aquela marca comercial possa causar confusão com um produto existente. E foi exatamente isso que a Apple fez. Apesar de não citar o AirPower em si no seu argumento, ela alegou que essa marca poderia interferir com nomes de alguns de seus produtos, como AirPlay, AirPort, AirPods e AirPrint.

Publicidade

Após meses tentando impedir a Advanced Access Technologies de conseguir os direitos comerciais do nome “AirPower”, a Apple, de supetão, retirou a objeção contra a concessão da marca à empresa e a disputa foi encerrada. Agora, a Maçã está de volta ao caso — mas não para lutar contra a outra companhia, e sim para comprar os direitos de comercialização da marca!

Depois dessa confusão toda, você deve estar se perguntando o que ficou resolvido. Vamos lá: atualmente, a Advanced Access Technologies ainda é a proprietária da marca, mas o advogado da Maçã responsável pelas negociações, Thomas Perle, também é citado no registro — o que é uma evidência bastante forte que a Apple pode ser a nova detentora da marca registrada.

Como dissemos, esse processo de aquisição ocorre em meio a novos rumores e ainda mais indícios que sugerem o iminente lançamento do AirPower. Hoje mesmo, uma nova imagem do acessório foi encontrada nas entranhas do código-fonte da página da Maçã, após todas as referências públicas ao dispositivo terem desaparecido.

via MacRumors

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Safari no macOS High Sierra 10.13

Hackers exploram brechas no Safari e tomam controle de Mac na Pwn2Own 2019

Próximo Artigo
App Apple TV

Netflix? Alvos da Apple seriam serviços de TV por assinatura, na verdade

Posts Relacionados