Apple novamente rouba da Microsoft o posto de empresa mais valiosa do mundo

Há dez dias, a Apple tomou novamente da Microsoft, por um final de semana, o título de empresa mais valiosa do mundo. Hoje, isso se repetiu.

Publicidade

A $AAPL subiu hoje 1,45% e fechou o dia cotada a US$194,02, o que levou o market cap da Apple para US$914,9 bilhões. Enquanto isso, a $MSFT teve uma leve alta de 0,14% e vale agora US$119,19, o que coloca o valor de mercado da Microsoft em US$914,5 bilhões.

Fechando o Top 4 das gigantes, temos a Amazon valendo agora US$891 bilhões e a Alphabet (dona do Google), valendo US$835,7 bilhões.

Ainda hoje mais cedo, notamos que a Apple foi superada por uma petrolífera saudita como a empresa mais lucrativa do mundo em 2018. A Saudi Aramco não está na bolsa de valores, mas estima-se que ela deve valer atualmente mais de US$1 trilhão.

Publicidade

Ontem, a Apple agendou para o dia 30 de abril sua conferência de divulgação dos resultados financeiros referentes ao segundo trimestre fiscal de 2019. A depender dos números que forem tratados por lá, ela poderá se aproximar de novo da marca do US$1 trilhão; ou não.

Warren Buffett acha Apple TV+ “arriscado”

Questionado pela CNBC sobre o recente anúncio da Apple de que mergulharia no segmento de streaming de vídeos, o magnata e grande investidor da empresa, Warren Buffett, afirmou que acha o negócio “arriscado” mas diz que a Maçã teria fôlego para “cometer um ou outro erro”, se fosse o caso.

Warren Buffet

“Adoraria vê-los acertando [nesse segmento concorrido]”, declarou Buffett. “Não é legal comprar ações numa empresa que tem que fazer tudo certo. A Apple deve fazer algumas que não funcionem.”

O bilionário, obviamente, enxerga esse como um dos mais desafiantes mercados da atualidade. “Temos alguns players bem grandes que vão brigar por esses olhares”, comentou Buffett, afirmando que ele não entraria de jeito nenhum nessa parada.

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários