O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Malware
Malware | Shutterstock.com

Ameaças de malwares para Macs crescem 60% em um trimestre

Macs são, no geral, muito mais protegidos de ameaças virtuais do que PCs. Esse é um senso comum que, no geral, não distorce a realidade. Isso não significa, claro, que os computadores da Maçã sejam livres de malwares e afins — um levantamento recente da Malwarebytes prova esse ponto com números bem significativos.

Publicidade

De acordo com a empresa — em seu relatório trimestral de ameaças para sistemas e computadores —, o número total de malwares para Maçã cresceu 60% do último trimestre de 2018 para o primeiro período de 2019. Mais assustador ainda é o crescimento de adwares (malwares destinados a exibir propagandas na máquina do usuário): 201% entre o fim do ano passado e o início deste ano.

A Malwarebytes fez um levantamento também das ameaças mais significativas de cada plataforma. No mundo Mac, um malware conhecido como PCVARK escalou as paradas para ocupar a liderança da lista pela primeira vez — puxando para segundo e terceiro lugares, respectivamente, os “campeões” anteriores MacKeeper e MacBooster.

É bom notar também o crescimento de tipos específicos de ataques no macOS: crackers estão, cada vez mais, utilizando códigos-fonte abertos para executar scripts e se aproveitar de backdoors; também está em ascensão o uso de agentes maliciosos para mineração de criptomoedas e invasão de carteiras digitais para roubo de Bitcoins ou Etherium.

Publicidade

Mesmo com esse crescimento, as recomendações para os usuários de Macs permanecem as mesmas: basta adotar padrões sensatos de uso e navegação, sem clicar em links suspeitos ou baixar arquivos de fontes que você não confie. Seguindo essas dicas simples e deixando os recursos de segurança nativos do Mac ligados, é bem improvável que você encontre problemas.

via AppleInsider

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Bob Swan, CEO da Intel

Intel desistiu de modem 5G após acordo entre Apple e Qualcomm

Próximo Artigo
Apple Pay com cartão do Itaú

Já é possível cadastrar cartões de débito do Itaú no Apple Pay! [atualizado]

Posts Relacionados