Render do "iPhone XI"
Render do "iPhone XI"

Após especulações negativas sobre as vendas de iPhones neste ano, algumas fornecedoras da Apple relataram para a Bloomberg que pretendem fabricar componentes para, pelo menos, 75 milhões de aparelhos nos próximos meses — praticamente o mesmo número de dispositivos vendidos no último trimestre de 2018.

Publicidade

Na teoria, isso significa que a Maçã espera que a demanda pelo iPhone se estabilize depois de enfrentar uma turbulência que começou no fim do ano passado e se estendeu até o começo deste, quando as vendas na China sofreram um grande declínio.

Diferentemente dos anos anteriores, no entanto, agora a Apple não informa quantos dispositivos foram vendidos especificamente nas suas declarações fiscais, então os analistas calculam suas estimativas com base na receita da companhia e no preço médio de venda dos gadgets.

Confirmando alguns rumores, as fornecedoras asiáticas da Maçã disseram que estão se preparando para produzir componentes para três novos modelos de iPhones até o fim deste ano. Essas empresas poderão expandir a produção para até 80 milhões de dispositivos se assim for demandado, de acordo com uma das fontes da cadeia de fornecedores.

Publicidade

Como ratificado pela Bloomberg, o fato de que essas empresas pretendem produzir peças para esse montante de iPhones não significa que a empresa venderá tantos dispositivos assim; a Apple avaliará esses números após a remessa de vendas inicial do gadget, entre setembro e outubro (e parte de novembro), podendo reorganizar o cronograma de produção das fornecedoras.

Sobre os próximos iPhones, nós informamos que a principal mudança dos modelos deste ano deverá ser mesmo a câmera, a qual poderá ganhar três lentes nos dispositivos topos-de-linha e duas no sucessor do iPhone XR. Todos os novos aparelhos também deverão incluir os processadores A13 da Apple, além de uma nova versão do motor vibratório Taptic Engine.

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…