O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

55 Hudson Yards

Apple estaria planejando escritório gigantesco em Nova York

Espaço pode equivaler à área construída de um shopping center de médio porte

A Apple pode ser uma das maiores empresas dos Estados Unidos (e do mundo), mas sua presença no centro financeiro e cultural do seu país é menor do que poderia se esperar.

Publicidade

Enquanto concorrentes como Amazon, Google e Microsoft têm presença marcante em Nova York, a Maçã limita-se a um pequeno complexo de escritórios na Quinta Avenida, uma mansão em Tribeca alugada para eventos com a imprensa e, claro, as lojas da empresa espalhadas pela cidade. Mas isso pode estar para mudar.

Como informou o The Real Deal, a Apple está procurando um espaço para montar seus novos escritórios na Big Apple. A ideia é conseguir uma área em algum local nobre da cidade, e não estamos falando de uma área qualquer: segundo a reportagem, a Maçã procura algo entre 18.000m² e 45.000m², mas pode aumentar esse limite para até 70.000m², o equivalente à área construída de um shopping center de médio porte e o suficiente para abrigar até 5.000 empregados — que devem consistir em novas contratações da Apple, segundo as fontes ouvidas pela reportagem.

Dentre as construções analisadas pela Apple como possíveis candidatas à empreitada, temos o 50 Hudson Yards, o One Madison Avenue e o James A. Farley Building, atualmente em obras de renovação.

Publicidade

Se ao menos um desses nomes soa familiar para você, é porque em janeiro passado já havíamos comentado a possibilidade da Maçã estabelecer um escritório em algum prédio do Hudson Yards, o novo bairro planejado de Nova York e o maior projeto de construção civil da história dos Estados Unidos — àquela época, entretanto, as ambições da Apple eram mais modestas, envolvendo um escritório de aproximadamente 6.000m².

A expansão da Maçã em Nova York não chega a ser uma surpresa: assim como suas principais concorrentes, a gigante de Cupertino está começando um movimento de espalhar suas atividades para além do Vale do Silício, estabelecendo grande presença em cidades importantes dos EUA. Isso traz muitas vantagens: além de permitir a contratação de talentos de outras áreas do país e desafogar a superlotação californiana, a movimentação leva a Apple para perto de institutos e universidades importantes, de onde saem vários avanços tecnológicos.

Vejamos no que isso tudo vai dar, portanto.

via Cult of Mac

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Versões beta públicas do iOS 13, do iPadOS 13, do macOS Catalina 101.5 e do tvOS 13 - Apple Beta Software Program

Sétimas versões beta do iOS 13, do iPadOS 13, do watchOS 6 e do tvOS 13 já estão disponíveis [atualizado]

Próximo Artigo
iPhone e luzes de microLED

iPhones de 2019 poderão ter telas OLED com mesmos materiais do Galaxy Note10

Posts Relacionados