O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

“Dickinson” é a série mais popular do Apple TV+; “Servant” terá três episódios disponíveis na estreia

E mais: seriam os críticos de “The Morning Show” haters da Apple?
Pôster de "Dickinson"

As primeiras semanas de existência do Apple TV+ têm sido ligeiramente complicadas: algumas das suas séries não foram muito bem-recebidas, alguns usuários elegíveis a um ano grátis do serviço não conseguiram obter os benefícios e muita gente criticou o funcionamento da plataforma, que mistura conteúdos originais (gratuitos para os assinantes) com filmes e séries da iTunes Store, que só podem ser assistidos mediante compra ou aluguel.

Publicidade

Ainda assim, a Apple tem levado o serviço da maneira que pode até que ele seja populado com mais conteúdo original e opções que agradem a um leque maior de público. Hoje, temos algumas novidades sobre o que já existe o que há por vir no Apple TV+ — confiram a seguir.

“Dickinson” é a mais popular

À época do anúncio, ninguém esperava que uma série sobre uma poeta do século XIX com toques propositalmente anacrônicos fosse ser um grande chamariz de público, mas aqui estamos: de acordo com o Business Insider, “Dickinson” é a produção mais popular dessa leva inicial de séries do Apple TV+.

Pôster de "Dickinson"

A reportagem cita dados da Parrot Analytics e da sua lista, constantemente atualizada, de séries mais populares das plataformas de streaming. “Dickinson” foi a única produção do Apple TV+ que chegou ao Top 10 da firma na semana passada — superando “For All Mankind”, que parecia ser a série mais aguardada do serviço até dois dias antes da sua estreia (segundo a métrica da Parrot, isto é).

A firma de análise baseia-se em “expressões de demanda” na internet e nas mídias sociais, já que as plataformas de streaming não costumam divulgar números específicos de audiência sobre suas séries. Até o lançamento do Apple TV+, “The Morning Show” parecia ser a série que atraiu menos atenção do público, segundo dados da Parrot — não se sabe como a produção tem se saído após a estreia, entretanto.

“Servant” estreará com três episódios

Enquanto isso, a Apple divulgou uma informação importante sobre a estreia de “Servant”, a aguardada série de M. Night Shyamalan (“O Sexto Sentido”) para o Apple TV+ que chegará no dia 28 próximo. Assim como em outras produções da plataforma, a série estreará com três episódios disponíveis; os capítulos seguintes da produção serão liberados um a um, a cada sexta-feira.

Para quem está prestando atenção, essa é a estratégia da Maçã para prender a atenção dos espectadores nas suas séries: três dos quatro dramas originais que estrearam com o Apple TV+ tiveram esse esquema de lançamento — apenas “Dickinson” foi disponibilizada na plataforma já com a primeira temporada completa.

Vale notar que ontem (19/11) à noite, a Apple fez a première oficial de “Servant” na BAM Howard Gilman Opera House, em Nova York. Confiram algumas fotos do evento [cliquem/toquem nas imagens para ampliá-las]:

Animados?

Críticos de “The Morning Show” são haters?

Por fim, vale comentar também uma declaração de duas das produtoras executivas de “The Morning Show”, Kerry Ehrin e Mimi Leder. Segundo elas, as críticas negativas recebidas inicialmente pela série vieram de “haters da Apple” e pessoas que queriam ver a Maçã falhar na sua iniciativa de conteúdo original.

Pôster de "The Morning Show"

As produtoras foram convidadas especiais da conferência Recode Code Media, em Los Angeles, e compartilharam essa impressão. Leder falou o seguinte:

Quando as críticas começaram a aparecer, eu não sabia que série eles estavam assistindo. E eu só meio que pensei que estavam todos loucos. Eu senti que havia muitos haters da Apple e pessoas querendo que a Apple fracassasse. A boa notícia é que as pessoas amam a série, e nós amamos a série, e é isso que importa.

De fato, há uma grande disparidade entre as avaliações de “The Morning Show” considerando crítica e público: no agregador Rotten Tomatoes, a série tem 63% de aprovação dos críticos especializados e 95% de aprovação da audiência geral. Isso não chega a ser um fenômeno raro — basta ver as taxas de aprovação (ou reprovação) da franquia “Transformers” ou de muitos dos filmes de Adam Sandler, por exemplo.

Publicidade

Leder falou que, críticas à parte, a equipe e o elenco da série estão simplesmente esforçados em criar o melhor conteúdo possível.

Nós focamos somente na história que estamos contando, nos personagens que temos. Estamos dentro disso. Então quando você vê as críticas que estão vendo a coisa sob o aspecto do negócio, tipo “o que a Apple está fazendo” ou “eles gastaram dinheiro demais nisso”, isso é meio separado de nós.

Então tá, né?

via The Loop, The Verge

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Smart Battery Case para iPhone 11 Pro

Apple lança Smart Battery Cases para iPhones 11 e 11 Pro com botão de acesso rápido à câmera

Próximo Artigo
Caixas de iPhones

Apple Online Store amplia período de devoluções para compras natalinas, inclusive no Brasil

Posts Relacionados