O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Ilustração de apps de chat

Apps (incluindo infantis) são acusados de ter “conteúdo sexual”

Outra batata que está esquentando nas mãos da Apple

O fato de a App Store ser uma das maiores lojas de aplicativos do mundo rende, para a Apple, bons frutos — e outros bem ruins. Recentemente, a companhia está no meio de uma discussão sobre alguns aplicativos de conversas distribuídos na plataforma, e por um motivo sério: muitos deles estão recebendo reclamações por possuirem “abordagens sexuais indesejadas”, como noticiado pelo Washington Post.

Publicidade

De acordo com a reportagem, mais de 1.500 reclamações foram protocoladas na App Store contra tais aplicativos de bate-papo, muitos deles com foco no público infantil. Em muitos casos, como você deve imaginar, não é exatamente o app que possui tal abordagem indesejada, mas permite que os usuários propaguem esse tipo de conteúdo.

Nesse sentido, o Washington Post revelou que a maioria desses aplicativos não solicitam que os usuários se registrem; ou seja, mesmo existindo uma classificação indicativa, usuários de praticamente qualquer idade podem acessá-los sem restrição.

Entre os apps analisados estão Monkey, Yubo, LiveChat, Chat para Estranhos, Skout e HOLLA. Segundo a investigação, 19% das avaliações do LiveChat mencionam algum tipo de abordagem sexual:

Publicidade

Um homem doente e com uma cabeça perturbada decidiu mostrar algumas coisas que não deveriam ter sido mostradas.

Esse [app] é um processo judicial em potencial. Os predadores estão por todo o site.

A Apple afirmou que “analisa cuidadosamente todos os aplicativos” enviados para a App Store (como sabemos, o processo de revisão de apps da companhia é bem rigoroso, mas possui as suas falhas), informando, ainda, que mais de 100 mil apps são avaliados semanalmente e filtrados “por meio de algoritmos e curadores humanos”.

Criamos a App Store para ser um local seguro e confiável para nossos clientes obterem aplicativos, e levamos a sério todas as denúncias de conteúdo inadequado ou ilegal. Se o objetivo desses aplicativos não for inadequado, vamos dar aos desenvolvedores a chance de garantir que eles estejam cumprindo [as regras] corretamente, mas não hesitaremos em removê-los da App Store, se não o fizerem.

Realmente, esse é o tipo de problema sério e que pode atingir milhares (senão milhões) de usuários. Para a sua segurança e a da sua família, saiba como ativar as restrições do iOS para evitar que apps, sites e outros tipos de conteúdos sensíveis sejam acessados por crianças.

via 9to5Mac

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Juiz batendo o martelo

Apple descumpre sanções dos EUA e é multada; processo contra a VirnetX regride

Próximo Artigo
Protótipo de Macintosh com drive de disquete "Twiggy"

Protótipo raro de Macintosh vai a leilão por preço estimado em R$650 mil

Posts Relacionados