Você sabia? Steve Wozniak ainda é funcionário da Apple e recebe salário da empresa Mas o salário não é isso tudo que você está pensando, é claro

Foto clássica dos Steves Wozniak (Woz) e Jobs

Steve Wozniak parou de trabalhar na Apple há bastante tempo. Mas você sabia que ele ainda é funcionário e recebe salário? Essas e outras histórias, o cofundador da Apple compartilhou ao conversar com Guy Kawasaki, ex-evangelista da Apple, no podcast Guy Kawasaki’s Remarkable People.

Publicidade

Na entrevista Woz disse que, apesar de não trabalhar mais na empresa, ainda é funcionário, sendo a única pessoa que ainda recebe (cerca de US$50 por semana, descontando impostos e tudo mais) todas as semanas, desde a fundação da companhia.

É [um salário] pequeno, mas é por lealdade, pois o que eu poderia fazer de mais importante na minha vida? Ninguém vai me demitir. E eu realmente sempre tenho sentimentos fortes pela Apple.

Realmente, está para nascer o CEO da Apple que tenha a coragem de demitir uma pessoa tão importante como Woz. 😛

É claro que esse não foi o único tema abordado no podcast. Todos que têm um mínimo de conhecimento da história da empresa sabem que “os Steves” (Jobs e Wozniak), cofundadores da Apple — ao lado de Ronald Wayne — eram bem diferentes, principalmente quando o assunto envolvia dinheiro. Nesse sentido, Woz contou que Jobs sempre foi determinado a fazer fortuna.

Publicidade

Steve queria ser importante e não tinha dinheiro. Então, ele estava sempre procurando pequenas maneiras de dar o próximo passo em dinheiro [e] queria ser essa pessoa importante na vida. E essa era sua grande chance, porque agora ele era o fundador de uma empresa com muito dinheiro investido.

Após conseguir ficar rico, Woz disse que Jobs inclusive mudou bastante de personalidade, afirmando que ele não queria mais fazer as tradicionais pegadinhas ou brincadeiras que ambos aprontavam juntos, focando-se 100% no negócio da empresa — ainda que isso não fosse lá uma grande surpresa, já que desde o momento que se conheceram Jobs sempre falava sobre pessoas importantes que mudaram o mundo, como por exemplo Shakespeare.

Como ele falava sobre essas pessoas o tempo todo, ele queria ser uma delas e achava que tinha conseguido. Ele tinha a motivação e, às vezes, querer algo é muito mais importante do que ter a habilidade para tal.

Aos que adoram essas histórias de bastidores, vale a pena conferir o último episódio do podcast.

via CNET

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…