A Apple lançou um novo serviço que permite melhorar a entrega de conteúdos da web para usuários a partir de servidores gerenciados pela companhia dentro da rede de um provedor de internet. Na prática, essa técnica se chama Edge Caching — e não é exclusiva da Maçã.

Publicidade

O Edge Caching é um método que utiliza servidores de rede (ISP1) para salvar páginas da web ou qualquer outro conteúdo online localmente. Geralmente, esses servidores estão fisicamente mais próximos dos usuários (em relação ao provedor), fazendo com que tais dados sejam entregues ainda mais rapidamente.

Com o Apple Edge Caching (AEC), os conteúdos da Maçã na web serão hospedados nesses servidores, ou seja, eles serão pré-armazenados para que serem acessados novamente de forma mais rápida — o que é ótimo para conteúdos do Apple TV+, por exemplo.

Apple Edge Cache

Além disso, esse método também é mais confiável. Ao reduzir a “burocracia” da transmissão de dados, o roteamento de dados e a latência também são minimizados — beneficiando tanto os usuários quanto o ISP.

Como dissemos, isso não é um recurso que é usado apenas pela Maçã: outras empresas como Netflix, Amazon, Facebook e Cloudflare já possuem sistemas semelhantes para entrega de conteúdos online.

Publicidade

O AEC é adquirido por convite, sendo que os desenvolvedores podem enviar um pedido para a Maçã aqui. Nesse caso, o site/aplicativo deverá registrar um tráfego de pelo menos 25Gbps durante o pico e sua rede também deve operar para atender principalmente os usuários finais, entre outros.

via Hacker News

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…