Apple Stores: novos painéis de produtos na China, display com recursos do iPhone nos EUA e mais

Assim como diversas lojas e comércios em múltiplos países, as Apple Stores continuam fechadas (exceto na China) para evitar a propagação do Coronavírus (COVID-19).

Publicidade

Veremos, porém, algumas mudanças que foram implantadas pouco antes do fechamento das lojas da companhia, no começo deste mês, nos Estados Unidos. Mais recentemente, confira como foi o lançamento do novo iPad Pro nas lojas chinesas — o único lugar onde o varejo da Maçã conseguiu promovê-lo até o momento.

Displays de produtos na China

As Apple Stores na China ganharam novos painéis e artes que destacam o novo iPad Pro, anunciado há algumas semanas — bem como outros produtos, como os AirPods Pro e o iPhone 11 Pro. Os banners foram atualizados com base nas novas imagens de divulgação da Apple Online Store.

Os clientes estão retornando com cautela a shoppings e espaços públicos na China. Como divulgamos, a Apple adotou várias medidas em resposta ao avanço da COVID-19 — e, mesmo com a redução dos novos casos no território chinês, algumas recomendações estão sendo adotadas.

Entre essas novas medidas, alguns locais têm várias faixas que dividem os compradores daqueles com um agendamento no Genius. A capacidade (número de pessoas) também foi bastante reduzida e marcas foram colocadas no chão para incentivar o distanciamento social. Ademais, é necessário o uso de máscara e a verificação de temperatura para entrar nas lojas.

Aviso em Apple Store na China

Na China continental e em Hong Kong, a programação do Today at Apple ainda está suspensa. Duas lojas em Taipei e duas em Macau são atualmente os únicos locais no mundo com sessões, porém com número reduzido de participantes.

Display com recursos do iPhone

No começo deste mês, antes do anúncio do fechamento de todas as lojas da Apple fora da China, a Maçã havia implantado uma nova experiência interativa em algumas unidades dos EUA que convidava consumidores a “aprender sobre os recursos que tornam o iPhone único”.

Display de iPhones
Imagem: 9to5Mac

Os novos displays contém cerca de 20 iPhones montados sobre um fundo preto, com o seguinte destaque: “iPhone can do whaaaat?” (“O iPhone pode fazer o queeee?”).

Display de iPhones
Imagem: 9to5Mac

Até o fechamento das Apple Stores, a novidade estava disponível somente em algumas lojas da Maçã nos EUA, entre elas a Apple Fifth Avenue (Nova York), a Apple Palo Alto (Califórnia) e a Apple Covent Garden (Londres). Não há informações se mais lojas contarão com os novos displays quando elas reabrirem.

DC History Center

Fachada da Apple Carnegie Library

Em uma nota relacionada, a Sociedade Histórica de Washington anunciou no início deste mês que o Centro Histórico de DC (onde a loja da Maçã foi construída) recebeu cerca de 60.000 visitantes desde a inauguração da Apple Carnegie Library, em maio do ano passado.

De acordo com a instituição, isso é 5x o número de visitantes que o prédio recebia em 2016. Mais do que isso, a restauração do local permitiu que a SHW coexistisse no mesmo espaço da Apple Store, misturando história e tecnologia. O Centro Histórico de DC abriga a Biblioteca de Pesquisa Kiplinger, três galerias e uma loja do museu.

Publicidade

Devido às preocupações com o Coronavírus, tanto a Apple Carnegie Library quanto o Centro Histórico de DC estão fechados para o público por tempo indeterminado.

via 9to5Mac [1, 2, 3]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…