Home Office com iMac na mesa

falamos aqui sobre como a pandemia do Coronavírus (COVID-19) tem afetado o trabalho diário dos executivos e empregados da Apple, principalmente em relação às práticas de isolamento social que têm sido aplicadas. Pois hoje duas reportagens — uma da Bloomberg, outra do The Information — vieram para jogar mais luz sobre esses novos desafios para os profissionais da Maçã.

Publicidade

Os principais problemas em relação ao isolamento e à quarentena são óbvios: basicamente todos os projetos mais importantes da Maçã são desenvolvidos de forma confidencial, requerendo que os profissionais envolvidos estejam em seus locais de trabalho para avançá-los — em alguns casos de segredo máximo, inclusive, engenheiros trabalham com protótipos dentro de câmaras à prova de som, onde não há sinal de celular. Com todos trabalhando de casa, obviamente, esse tipo de coisa fica impossibilitada.

Ainda assim, de acordo com o insider Mark Gurman, o desenvolvimento de projetos não parou por conta da quarentena: novas versões do HomePod, da Apple TV, do MacBook Pro, dos iPads de entrada, do Apple Watch e do iMac continuam sendo planejadas pela Maçã, diretamente das casas dos seus executivos e engenheiros.

A reportagem afirma, ainda, que o “iPhone 12” continua sendo esperado para o período tradicional de lançamentos (em setembro, portanto) — um outro rumor recente, para quem não esteve acompanhando, sugeriu que a Apple estaria “considerando” adiar o lançamento do aparelho em alguns meses.

Publicidade

De acordo com a Bloomberg, o iOS 14 e o watchOS 7 também estão seguindo seu curso normal de desenvolvimento e deverão ser apresentados no meio do ano.

Mudanças no trabalho

Mesmo assim, a adaptação para um desenvolvimento remoto de projetos requer várias alterações. Entre elas, a Apple está restringindo seriamente o acesso de empregados a futuras versões de produtos e serviços; engenheiros que necessitam trabalhar de casa com software ainda não lançado, como o iOS 14, precisam obter autorização direta da alta cúpula da Maçã — e essas aprovações são concedidas apenas a membros sêniores da equipe de engenharia.

Em contraste a isso, mais engenheiros de hardware estão recebendo liberações para levar para casa protótipos de iPhone — uma prática que a Apple começou a diminuir drasticamente depois do inesquecível caso do iPhone 4 esquecido num bar. Apesar disso, a produção de novos protótipos está quase parada: os funcionários não estão podendo usar as impressoras 3D e outras máquinas relacionadas nos laboratórios da companhia, por conta do isolamento.

Publicidade

O The Information revelou que a Apple tem encorajado seus empregados a utilizar soluções de comunicação/colaboração da própria empresa, como o FaceTime e o iCloud Drive; em muitos casos, entretanto, os profissionais precisam recorrer a serviços externos, como o Slack, o WebEx e o Box — isso porque as ferramentas da Maçã tem foco no consumidor médio, e não em usuários e práticas profissionais.

A Maçã está, inclusive, realizando um concurso entre seus funcionários para escolher os melhores arranjos de home office; a empresa nota, entretanto, que as fotos devem esconder quaisquer elementos confidenciais nos quais eles estão trabalhando. Imagina o abacaxi se alguma coisa escapa? 😜

via 9to5Mac

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…