America's Food Fund, fundo alimentício apoiado pela Apple

As imagens dos subúrbios perfeitos e das metrópoles dinâmicas, gravadas desde sempre nas nossas cabeças, pode nos fazer esquecer, mas — assim como em boa parte do mundo — também há muita gente nos Estados Unidos passando fome. E a situação só tende a piorar com a crise trazida pela pandemia do Coronavírus (COVID-19), já que economia em baixa significa emprego em baixa e, portanto, mais pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Publicidade

O problema é enorme e só tende a piorar, mas há pessoas, empresas e instituições interessadas em ajudar a mitigá-lo. Digo isso porque, hoje mesmo, a Apple anunciou uma parceria com o ator Leonardo DiCaprio, a empresária Laurene Powell Jobs (viúva de Steve Jobs), além de várias outras personalidades e companhias, para lançar o America’s Food Fund — um fundo alimentício colaborativo destinado a auxiliar pessoas e famílias afetadas pela pandemia do Coronavírus.

Mais especificamente, o fundo receberá doações de voluntários do mundo inteiro (pessoas, instituições e empresas) e doará esse dinheiro a duas das principais instituições de combate a fome no mundo: a World Central Kitchen, que foi criada pelo renomado chef de cozinha José Andrés e distribui refeições a pessoas afetadas por desastres naturais, e a Feeding America, que mantém mais de 200 bancos de alimentos responsáveis por alimentar mais de 46 milhões de pessoas nos EUA desde 1979.

A campanha é descrita da seguinte forma:

Publicidade

Em vizinhanças e comunidades ao redor do país, a fome é um problema que as pessoas, incluindo famílias e crianças, enfrentam todos os dias. Nossas populações mais vulneráveis — crianças que estão sem frequentar aulas e dependem de alimentação nas escolas, famílias de baixa renda, os idosos e indivíduos enfrentando perda de empregos — encontram enormes barreiras na tarefa de receber acesso seguro e constante a refeições.

Antes da pandemia da COVID-19, mais de 37 milhões de pessoas [nos EUA] tinham dificuldade em saber de onde viria sua próxima refeição diariamente. Agora, estamos vendo esse número crescer numa taxa exponencial.

Nós temos uma oportunidade de nos unir para ajudar nossos vizinhos nesse tempo de necessidade crítica.

Os criadores do America’s Food Fund — Apple, DiCaprio, Powell Jobs e outras instituições, como a Ford Foundation — fizeram uma contribuição inicial de US$12 milhões para a iniciativa; pouco mais de 17 horas após o lançamento da campanha, sua página no GoFundMe.com já contabiliza quase US$12,5 milhões, com quase meio milhão de dólares doados por pessoas físicas.

Obviamente, outras contribuições maiores virão por aí: a apresentadora Oprah Winfrey, por exemplo, comprometeu-se a doar US$1 milhão para a campanha. Oprah, aliás, liberou hoje o mais recente episódio do seu programa de entrevistas “Oprah Talks COVID-19”, disponível no Apple TV+ — conversando justamente com o chef José Andrés e Claire Babineaux-Fontenot, CEO da Feeding America, sobre a iniciativa. Vale notar que, infelizmente, a série ainda não está disponível fora dos EUA.

No mais recente episódio do #OprahTalks COVID-19, Oprah fala com o @chefjoseandres, fundador da @wckitchen, e Claire Babineaux-Fontenot, CEO da @feedingamerica, sobre o lançamento do America’s Food Fund.

Tim Cook destacou a iniciativa no seu Twitter:

A Apple está orgulhosa em apoiar a @WCKitchen, do @ChefJoseAndres, e a @FeedingAmerica. Nós só conseguiremos superar essa crise se nos certificarmos de que cada pessoa terá o essencial para cuidar de si mesma, de sua família e das pessoas vulneráveis em suas vidas.

Muito bom, não é? Seria ótimo ver uma iniciativa dessas sendo reproduzida por aqui.

via MacRumors

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…