O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apple e universidade mostram como o HomePod poderia tornar sua casa inteligente sem equipamentos modernos

“Aprendendo” os sons da sua casa para trabalhar por você — ou quase isso
HomePod

A ideia de uma casa inteligente, cheia de dispositivos comandados por smartphones/tablets ou pela sua voz, e que aprende a sua rotina para adequar-se a ela, é deveras tentadora. Mas isso esbarra em um obstáculo importante: o dinheiro. Quem quiser montar algo assim, afinal, terá que desembolsar uma boa grana para trocar lâmpadas, portas/portões, interfone, geladeira, chuveiro, cafeteira, microondas e o que mais convier por suas versões “inteligentes”.

Publicidade

Pois uma pesquisa [PDF] realizada recentemente pela Apple, em parceria com o Instituto de Interação de Humanos com Computadores da Universidade Carnegie Mellon, indica um caminho que poderia tornar sua casa inteligente sem lhe obrigar a gastar um centavo sequer na troca de equipamentos e eletrodomésticos — o único elemento “inteligente” na equação seria um HomePod.

Juntos, os pesquisadores da Apple e da universidade criaram um sistema batizado de “Listen Learner” (“Aprendiz de Escuta”), pensado para “ouvir” os sons da sua casa, aprender com eles e, eventualmente, criar um sistema personalizado de notificações e alertas para o usuário — tudo, claro, com os equipamentos que você já tem.

Como exemplo, o sistema poderia reconhecer o apito do seu microondas ou forno elétrico para avisar, onde quer que você esteja na casa, que a sua comida está pronta; ele poderia, também, aprender o som das batidas na porta de entrada para enviar uma notificação informando que você tem visita. Esses são apenas dois casos, mas as aplicações de uma tecnologia dessas, claro, vão longe.

Todo o processamento desses dados seria feito no próprio HomePod com uma boa dose de aprendizado de máquina, sem envio de clipes de áudio para servidores externos. Por ser um sistema inteligente, não seria necessário “treiná-lo” para reconhecer determinados sons; o alto-falante poderia, entretanto, enviar perguntas eventuais ao usuário, do tipo “Que barulho foi esse?”, para delinear melhor determinados sons e eventos.

Publicidade

Embora a pesquisa cite apenas o HomePod como dispositivo inteligente da equação, naturalmente uma tecnologia dessas poderia ser aplicada a qualquer aparelho com microfones de longo alcance — alto-falantes da Amazon ou do Google, por exemplo, ou até mesmo um iPad Pro ou um futuro iPhone com microfones mais potentes.

Muito legal, não?

via 9to5Mac

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
ColorKit da Twelve South

Twelve South lança adesivos de proteção coloridos para MacBook; LifeProof e Plugable têm novos acessórios

Próximo Artigo

Vídeo: o que é e como funciona o scanner LiDAR do iPad Pro

Posts Relacionados