O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Líder isolada, Apple continua ganhando terreno no mercado de tablets

No mundo dos dispositivos móveis com tela grande, não tem para ninguém!
Lightroom no iPad
Nicolesy

A essa altura, dizer que a Apple é a líder isolada do mercado de tablets é chover no molhado: tirando a Microsoft, que faz alguns produtos interessantes no segmento (ainda que direcionados a uma parcela específica do público), a Maçã é a única companhia ainda focada especialmente no mundo dos dispositivos móveis de tela grande. Claro que Samsung, Huawei e companhia limitada continuam lançando produtos do tipo, mas sem a ênfase ou o entusiasmo do lançamento de um novo smartphone, por exemplo.

Publicidade

Os números comprovam o apetite de Cupertino: em um relatório liberado recentemente pela Strategy Analytics, é possível observar que a Apple não só mantém a liderança isolada no mercado de tablets, como de fato está ganhando terreno no segmento.

O relatório, a rigor, trata das fabricantes de processadores de tablets; como todos os iPads são equipados com chips da própria Apple, entretanto, fica fácil fazer a conversão direta dos números. No levantamento da firma, a Apple ficou com 44% do market share dos processadores de tablets ao longo de 2019 — mais do que a fatia combinada das suas principais concorrentes no setor, a Intel e a Qualcomm (16% cada).

As demais fabricantes, como a Samsung e a MediaTek, ficaram no bolo das “outras”, com 24% de participação no segmento. Os números já são impressionantes por si só, e tornam-se ainda mais notáveis quando percebe-se que, destas, a Apple e a Samsung são as únicas que fabricam processadores apenas para uso interno: todas as outras fabricantes vendem chips para múltiplas empresas, o que, a princípio, deveria aumentar suas fatias. Ou seja, o domínio da Maçã é realmente imenso!

Publicidade

De fato, a Maçã cresceu na comparação com a sua performance de 2018 — sinal de que os modelos mais recentes de iPads foram bem-recebidos pelo público, já que, de acordo com a Strategy Analytics, o mercado de chips para tablets em geral também cresceu: foi um pulo de 2% na comparação anual, suficiente para gerar US$1,9 bilhão de receita em 2019.

Nada mau, hein?


iPad Pro de 2020

iPads Pro de 11″ e 12,9″

de Apple

Preço à vista: a partir de R$ 7.649,10
Preço parcelado: em até 12x de R$ 708,25
Cores: cinza espacial ou prateado
Capacidades: 128 GB, 256 GB, 512 GB ou 1 TB
Lançamento: março de 2020

Botão - Comprar agora


iPad Air

iPad Air

de Apple

Preço à vista: a partir de R$ 4.049,10
Preço parcelado: em até 12x de R$ 374,92
Cores: cinza espacial, prateado ou dourado
Capacidades: 64 GB ou 256 GB
Lançamento: março de 2019

Botão - Comprar agora


iPad de sétima geração

iPad

de Apple

Preço à vista: a partir de R$ 2.699,10
Preço parcelado: em até 12x de R$ 249,92
Cores: cinza espacial, prateado ou dourado
Capacidades: 32 GB ou 128 GB
Lançamento: setembro de 2019

Botão - Comprar agora

via PhoneArena

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
iPhones expostos em loja da Apple

Nos EUA, iPhone 11 lidera vendas; aparelhos estão durando mais nas mãos de usuários

Próximo Artigo
Chip/GPU em 3D

"Kalamata": Apple quer lançar primeiro Mac com chip próprio em 2021, afirma Bloomberg

Posts Relacionados