Há poucos dias, cobrimos aqui no site a descoberta de um bug no utilitário Captura de Imagem (Image Capture) do macOS que pode fazer o espaço de Macs ser rapidamente “comido” ao importar imagens de iPhones/iPads.

Publicidade

Resumidamente, no momento em que a ferramenta converte imagens no formato HEIF para JPEG, são adicionados 1,5MB de dados inúteis a cada arquivo. Após 1.000 imagens transferidas, você já teria ocupado portanto 1,5GB no seu Mac desnecessariamente.

Eis que, de ontem para hoje, o desenvolvedor do aplicativo NeoFinder, Norbert M. Doerner, que fez essa descoberta originalmente, apurou que o bug na verdade pode afetar outros softwares para Mac que também importam imagens de iPhones/iPads e fazem essa conversão automática, a exemplo do Adobe Photoshop Lightroom, do Affinity Photo e do Phase One Media Pro.

Ou seja, ele afeta todo o framework de importação de imagens do sistema operacional. A única exceção é o app Fotos (Photos) nativo, que aparentemente deve usar alguma API proprietária da Apple não impactada pelo bug.

A boa notícia é que representantes da Apple já entraram em contato com Doerner pedindo mais informações sobre o bug, ou seja, agora a coisa está no radar da empresa e deverá ser corrigida numa futura atualização do macOS Catalina — lembrando que a versão 10.15.5 já está na sua terceira versão beta.

Enquanto a correção definitiva não chega, aos interessados, o próprio NeoFinder será atualizado nos próximos dias com uma ferramenta para remover esses dados descartáveis de arquivos JPEG.

via MacRumors

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…