Kuo: lançamento de produtos com telas Mini-LED teriam sido adiados para 2021 devido à pandemia

Tudo começou no fim do ano passado, com rumores sobre o possível lançamento de novos produtos da Apple com displays Mini-LED (como iMacs, MacBooks Pro e iPads Pro) em 2020. À época, essas especulações eram bastantes positivas, mas tais previsões começaram a ficar turvas à medida que a pandemia do novo Coronavírus (COVID-19) avançou, entre outros motivos.

Publicidade

Agora, o conhecido analista da TF Internacional Securities, Ming-Chi Kuo, disse que a Apple pode ter adiado de vez seu cronograma de lançamentos com a nova tecnologia para 2021, justamente devido às consequências negativas na linha de produção e, claro, na economia, causadas pela pandemia.

O analista explicou a investidores que checagens na cadeia de fornecedores da Apple (principalmente a de displays) mostram que as fábricas estão se preparando para a produção em massa de chips para telas Mini-LED no terceiro trimestre deste ano, seguido pela montagem do display nos três últimos meses de 2020 e com a fase final de fabricação potencialmente adiada para o começo de 2021.

Apesar da possível mudança nos planos de Mini-LED da Apple, Kuo disse ser improvável que a pandemia gere outras complicações na estratégia de lançamento dessa tecnologia a longo prazo:

Publicidade

Acreditamos que os investidores não precisam se preocupar muito com o adiamento do cronograma de Mini-LED, porque essa é uma tecnologia essencial que a Apple promoverá nos próximos cinco anos, mesmo que a curto prazo o cronograma seja afetado pela pandemia, isso não prejudicará a tendência [de implantação do Mini-LED] a longo prazo.

Kuo finalizou dizendo que a adoção de Mini-LED poderá experimentar um crescimento de 300% em 2021 e de até 225% no ano seguinte, sugerindo que a Maçã estaria mesmo planejando expandir o uso da tecnologia para diversos produtos.

Relativamente novos, os displays de Mini-LED são mais finos (em relação às telas de LED1 convencionais) e oferecem as mesmas vantagens de tecnologias existentes (como o OLED2), incluindo altas taxas de reprodução, além de cores e contraste mais fidedignos.

via AppleInsider

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…